Amor ou morte

Caminhos

Escolhas

Como folhas

Flutuam ao vento

 

E o tempo

Implacável

Indomável

Segue alheio ao teu diferimento

 

Sonhos de uma vida inteira

De uma vida inteira cativos

Resplandescendo a teus pés

E pelos teus pés comedidos

 

Posto que a vida apresenta chances

A tu que tens da vida fugido

Ainda que tenhas decretado a morte

De tudo que ainda há para ser vivido.

frase-o-amor-e-tormento-a-falta-de-amor-e-morte-marie-von-ebner-eschenbach-146786

Tic-tac

Posto que quando se ama

A distância se mede em metros

Mas em horas, minutos, segundos…

 

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac

Tic-tac…

paciencia-aprender-que-tudo-tem-o-seu-tempo

Desmascarando

Máscaras…

Já não te valem mais nada

Caíram

Despedaçaram-se

Simplesmente sumiram

 

Vi teus olhos marejados

Na despedida

As gargalhas desmedidas

Abundantes fagulhas e centelhas de vida

O teu olhar de admiração

Que fez tua alma ficar despida

Teu corpo contraindo-se em turbilhão

Enquanto repousas em mim, exaurida

 

Foram-se todas as máscaras

Mas tu não podes

E nem queres ir mais:

De que adianta ires só de corpo

E tua alma ficar para trás?

 

E quanto as minhas máscaras

Como bem sabes

Nunca as tive:

Na presença ou na ausência

No sorriso ou no pranto

O amor por ti eternamente reside.

frase-o-amor-arranca-as-mascaras-sem-as-quais-temiamos-nao-poder-viver-e-atras-das-quais-sabemos-que-james-baldwin-143517

De borla

Vem!

 

Não hesita

Nem desista

Insista

Seja figurinista

Da sua própria vida

 

Vem!

 

E chega

Fica

Facilita

Não complica

Coloca tempero em sua vida

 

Vem!

 

Segura

Madura

Remova a armadura

Com brandura

Entregue-se para a vida

 

Vem!

 

O tempo é agora

Toda hora é hora

Depressa

Sem demora

Momento de viver a vida

 

Vem…

Porque o amor e a felicidade aqui

Abundam, transbordam, inundam:

São de borla.

2349058136

Fiquei chato

Fiquei chato

 

Eu sei…

Repetitivo

 

Em busca de respostas

Tateando no escuro

Falando mais do que devia

Ouvindo o que não queria

 

Fiquei chato

 

Perdi o encanto

Virei pranto

Escondendo-me nos cantos

Nas sombras do que eu queria

 

Fiquei chato

 

Quando resolvi

Que precisava de certezas

Cartas sobre a mesa

Pés no chão

 

Fiquei chato

 

Quando quis materializar

Quando não quis só mais sonhar

Quando quis viver e ter

Quando quis simplesmente ser

 

Fiquei chato

 

Minhas palavras

De fato e nexo vazias

Buscando um sentido sentido

Nas palavras que você não dizia

 

Fiquei chato…

 

Mas como assim?

Amo – por você e por mim

Chato?

Não era e não sou assim.