Sonho muito

Sonho muito
No intuito
De que algo fortuito
Faça-me estremecer

Sonho muito
E ainda assim
A realidade nua e crua
Faz-me ser

Sonho muito
Com o essencial
O carinho e o abraço
Que fazem tremer

Sonho muito
Porque parece injusto
Ter a alma vazia
Querer e não ter

Sonho muito
Sonho com o sonho
Com um mundo risonho
Feito sol ao alvorecer

Sonho muito
Porque sonhar
É viver
E quem não sonha
É só mais um vulto
Que já se deixou morrer.

Caprice No.24 – Paganini – Su Meng

– Fala! Curti muito aquela música que você me mostrou! Me manda as cifras?
– De qual música você está falando? A do Paganini?
– Sei lá! Aquela música clássica ou sei lá o quê…
– Ah! Então, você não quer as cifras… Quer a partitura, né?
– Aquele papel cheio de bolinhas? Nah… Manda as cifras! Muito mais fácil!
– Hum… Vou fazer melhor, então. Vou te mandar um vídeo. É só prestar atenção e fazer igualzinho no seu violão, beleza?
– Show! Era isso que eu queria. Vou tirar a música ainda hoje!
– …

Eis o vídeo: