Com ou sem nexo

Mais uma autoral… 🙂

Com ou sem nexo

Foi-se e ainda assim voltou
Isolou-se, mas ressurgiu.
Sob suas asas de anja ou fada,
Impávida história a ser revelada,
Carecendo de senso ou razão,
Abundando ardor e sofreguidão.

Quanta culpa que carregam!
Ultrajante mundo materialista!
Ainda que tentem disfarçar o nexo,
Nos olhos dele e nos ouvidos dela – sexo!
Tamanha distância é prudente, contudo –
Incríveis almas de outro mundo!
Carecem de si mesmas e nem sabem o porque
Atraídos pelo universo, não carecem de entender.

Um retrato do STF

Um ministro que se nega a dar explicações, e que anuncia que não há espaço para recurso antes mesmo de tomar conhecimento dele.

Lewandowski: VERGONHA!

http://g1.globo.com/politica/processo-de-impeachment-de-dilma/noticia/2015/12/decisao-do-stf-sobre-impeachment-nao-gera-duvidas-diz-lewandowski.html

http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/cultura/o-cinismo-de-lewandowski-sobre-o-voto-de-barroso/

bandeirarasgada

Criando uma marolinha de otimismo

Mais do que nunca, precisamos de uma onda de otimismo. Vejam o que está acontecendo na Argentina:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/12/1722433-argentina-vive-onda-de-otimismo-com-chegada-de-mauricio-macri-ao-poder.shtml

A saída do PT do poder é fundamental. Não se iludam. Os efeitos benéficos para o Brasil serão IMEDIATOS! Que comece como uma marolinha de otimismo, e que se espalhe por todo o Brasil, transformando o LIXO que vivemos hoje em páginas de um livro de História, para que a realidade de hoje NUNCA se repita!

nazareswell2

 

E então é Natal…

O ano de 2015 foi atípico. Vimos milhões de brasileiros perderem seus empregos, empresários fecharem seus negócios e empresas importantes deixarem o Brasil, enquanto o governo continuou, como sempre, a esbanjar o nosso dinheiro.

Não foi por falta de aviso. Desde 2004 ou 2005 (não me lembro ao certo), eu e vários outros combatemos o PT e suas medidas populistas, que sempre tiveram como único objetivo a manutenção do partido no poder. E para alcançar esse objetivo, sempre valeu qualquer coisa: deixar pessoas morrerem nas filas dos hospitais, mandar policiais para missões suicidas, e aparelhar o nosso Judiciário ao ponto do STF não se importar com o que está escrito na Constituição Federal. Total e completa inversão de valores.

Mas parece que ainda não foi o bastante. Apesar de todo esse sofrimento, ainda vejo pessoas defendendo o PT. Vou ser direto. Classifico essas pessoas em 3 grupos:

  1. Ignorantes – Aqueles que, em geral, acham que política é algo chato, mas que reclamam do aumento do preço da gasolina, de não receber o décimo-terceiro salário, etc. O agravante neste grupo é que a informação para que deixem de ser ignorantes é abundante. Continuam sendo ignorantes porque as palavras doces do populismo e do socialismo soam como música nos ouvidos dos desavisados. Incluo nessa categoria também os mais humildes, que nunca tiveram acesso ao estudo, à informação, e que foram literalmente comprados pelo Bolsa Família.
  2. Beneficiários do Caos – Estão se beneficiando diretamente do que está acontecendo. Para eles, o caos é um meio de vida. Pobreza, preconceito de todos os tipos e violência são males necessários para que o caos continue. São os grandes vilões de toda essa história. Via de regra, um Brasil melhor significa um Brasil pior para eles. São o câncer do país.
  3. Orgulhosos – São aqueles que dedicaram uma vida inteira a uma causa, e que mesmo diante de seu fracasso, se negam a reconhecer a falência de suas idéias. Não são ignorantes, não se beneficiam diretamente do caos, mas não são humildes o suficiente para reconhecerem que estavam errados.

Talvez seja possível dividir em alguns outros grupos ou subgrupos, mas a idéia básica é essa: os Beneficiários do Caos se beneficiam da ignorância dos Ignorantes e do orgulho dos Orgulhosos para nos darem mais do mesmo. Sistematicamente mais do mesmo.

Não. O ano de 2016 não será melhor do que o ano de 2015. Será pior. Todos os indicadores econômicos apontam para isso. Não há um único número que aponte que já chegamos ao fundo do poço (ainda há espaço para piorar) e muito menos algum número que indique que estamos saindo do poço. Portanto, estejam preparados, de verdade, para o pior. O pior está a caminho, e eu posso dizer que eu avisei.

E então, já que á Natal, eu gostaria de fazer um único pedido para Papai Noel: que Deus ilumine e tenha piedade do povo brasileiro, para que ele se dê conta que a saída da crise não está nas mãos dos políticos, mas em suas próprias mãos. E mais: que Deus, que é misericordioso e também justo, nos ajude a afastar os demônios que estão devastando o nosso país. Que faça de cada brasileiro um soldado nessa guerra contra as trevas, na certeza de quem o bem SEMPRE vence o mal.

Um Feliz Natal para todos!

papai-noel

 

O povo brasileiro é corno assumido

Na semana que passou, vimos um episódio digno de filme: marido traído pega esposa em flagrante no motel com seu melhor amigo (ou alguma variação disso). Tudo gravado em vídeo e distribuído pela Internet de todas as formas possíveis e imagináveis.

Criaram páginas no Facebook. Algumas, para dizer que a Fabíola é piranha e que o marido é corno. Outras, para dizer que toda mulher, mesmo casada, tem direito a trair porque é dona de seu corpo. Outras ainda, para dizer que não haveria polêmica se no lugar da Fabíola estivesse o seu marido. Enfim…

Tirando o lado curioso típico de todo ser humano, muito me espanta que algo tão “vida alheia” tenha tomado conta de pelo menos metade das publicações do Facebook na semana passada. E enquanto discutíamos quem podia comer quem, quando e onde, a PF fazia todo o tipo de operação contra o PMDB (menos contra o senador Renan Calheiros, por motivos óbvios), e o STF assumia de vez que nada mais é do que um tribunal bolivariano.

Se você não entendeu essa minha última frase, é bem provável que tenha passado os últimos 13 anos de sua vida, quiçá sua vida inteira, achando que política, religião e futebol não se discutem. Talvez ache um saco o que está lendo nesse texto, mas tenho certeza de que está sentindo na pele, de uma maneira ou de outra, o quanto o governo do PT está destruindo a sua vida.

E o que você faz quanto a isso? Cria páginas no Facebook? Conversa com seus amigos sobre o assunto? Tenta entender um pouco mais sobre o assunto? Não… Melhor falar da Fabíola.

O povo brasileiro é corno assumido. O governo nos trai em todos os níveis e o povo finge que não vê. Tenho certeza que o governo está muito feliz com tudo isso.

Até a próxima traição, pessoal! Ao vivo e em 4K!

Sob o Mar

Autoral das antigas. 🙂

Sob o Mar

Procurei por muito tempo um cais,
Onde eu pudesse largar meu barco,
Depois de tempestades inenarráveis,
Depois de tempestades inimagináveis,
Reais, sobretudo, dentro de mim.

O mar da vida me afogava em seus braços,
E ainda assim, apesar do meu cansaço,
Conseguia nadar, respirar, vomitar,
Só para ver novamente os olhos de cemitério
Com que me olhavam, rasgavam, ruminavam.

Novamente sim! Era essa a rotina.
Perdoar, crescer, transcender, elucidar, clarear,
Para me ver gemer, granir, gritar, ejacular de dor.
Dor, meu maior prazer era a dor.
Que ser humano pode viver se não tiver prazer?

E as ondas do mar me lavavam, me levavam,
Me consumiam, cada dia mais, sempre mais.
Os dias eram paredes de água, onde viviam dragões lendários,
Queria ser um peixe, para viver protegido em um aquário,
De água ácida, minhas lágrimas, meu pó de mim.

Minhas cinzas, então, se diluíam nessas águas turbulentas.
Vida ainda possuíam, apesar do frio cinza de seus corpos.
Já se afogaram, morreram, ressuscitaram, reencarnaram.
Intensamente são bravas, inquebráveis, etéreas, afáveis.
Miragem! Vejo uma ilha vindo para perto de mim.

Chegou, colou os cacos, juntou os pedaços,
Queimou as cinzas, transformou-as em algo desejável.
Tirou do abismo, revelou meu maior, total e único tesouro:
Sou ouro, sou raro, sou muito, sou feliz, sou louco.
Ilha, onde andavas? Tanto tempo passei sem ti.