Dia III

Mais uma autoral estilo “velha guarda”. 🙂

Dia III

Obrigado, meu bom Deus
Por me deixar viver mais um dia
Sem esse amor não existiria
Nem metade do meu ser.

Força igual não há
Procurei, consegui encontrar
Do meu lado, sem eu ter que pagar
O preço de me prostituir.

Jamais pensei que tais olhos
Que me viam com verdade
E ainda assim, sinceridade
Seriam começo, meio, sem fim.

Hoje meu pranto é outro
Minhas lágrimas são doces
Que seja como se fosse
O dia em que eu nasci.

Abalroou minha cabeça
Minhas crenças, minha razão
Ressuscitou meu coração
Que bate sem pressa, enfim.

Obrigado, meu bom Deus
Agradecimentos nunca serão demais
Sou feliz, sou a tua paz
Meu passado me faz rir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s