Status quo

Montanha russa não é o que vivemos
É o que deixamos de viver em função
De uma ordem que não existe

Montanha russa é dizer não
Quando deveria se dizer o sim
E não se diz por medo, por capricho

Montanha russa não é tentar racionalizar
O que não pode e não precisa
De maneira alguma ser explicado

Montanha russa é o que não foi sentido
O que foi propositalmente ignorado
Para manter o status quo

Montanha russa é sermos os mesmos
Ainda que a vida insista em nos mostrar
Que há muito mais para ser vivido

Montanha russa é morrer sem ter experimentado
A felicidade da chegada, a dor da partida
Sorrisos e lágrimas que não acabam

Montanha russa é achar que há controle
Quando justamente a falta de controle
É o que cria a descarga de adrenalina

Montanha russa não é para ser
A exceção, o diferente
É para ser o que ainda não há

Montanha russa não é a fraqueza
De permanecer imóvel
Enquanto a vida insiste em nos chacoalhar

Montanha russa não somos você e eu
É de fato nós com outros
É a vida como está

Convém verificar se
A montanha russa em que vivemos
Não está desativada há tempos.

maxresdefault

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s