Curto circuito

Sinto a força do tempo

Queimando minhas veias

E libertando-me das teias

Já não sou mais presa

Sou predador

 

Sou o que não sei ser

O que nunca pensei em ter

Sim, hoje eu sei

Sonhar alto dá nisso

Pesadelos que eu visto

 

E se virou fel

Aquilo que era favo de mel

Resignadamente eu peço

Valha-me, Deus!

Coração e cérebro desconexos.

2 pensamentos sobre “Curto circuito

Deixe uma resposta para Luiza Lobato Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.