O medo e eu

Sempre tive medo

De ir

De ficar

De falar

De calar

De amar

De ignorar

Mas acima de tudo

Sempre tive medo

De me amedrontar

 

Hoje

Eu ainda ando com medo

Eu ainda vivo com medo

Mas é no medo

E não no sossego

Que percebo

Que há vida

Rosas, vinhos, beijos e chamegos

Aconchego…

Nunca solidão!

 

E tu bem sabes, medo

Que tenho pressa

Quero ser feliz à beça

Se vou ser ou não?

Dê-me um tempo, medo!

Isso já é outra conversa.

frase-o-meu-maior-medo-foi-sempre-o-de-ter-medo-fisica-mental-ou-moralmente-e-deixar-me-influenciar-eleanor-roosevelt-99772

8 pensamentos sobre “O medo e eu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s