Paradoxilingus

Que jorre o néctar que de ti

Em minha face mais do que aceito

E que os beijos sejam sempre de “até mais”

E que o dilacerante e paradoxal fim destes

Seja eterno e inexorável recomeço.

8 pensamentos sobre “Paradoxilingus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s