Paradoxilingus

Que jorre o néctar que de ti

Em minha face mais do que aceito

E que os beijos sejam sempre de “até mais”

E que o dilacerante e paradoxal fim destes

Seja eterno e inexorável recomeço.

8 pensamentos sobre “Paradoxilingus

Os comentários estão desativados.