Contagem regressiva

Se com o meu nascimento

Inicia-se a implacável

Contagem regressiva

Agressiva

Para minha morte

Valha-me, Deus!

Dá-me um pouco de sorte!

Para que não haja morte em vida

Ainda que seja eterna a vida após a morte.

Vida

Quero com você me despir

Há noites em que você me chama

E o fogo que arde em seu corpo

Em sua cama

Queira você ou não

Chegam até mim

 

Já respiramos um dentro do outro

Não há limites

Nada de esquisitices

Amor visceral

Que de nós flui

E que nos faz sorrir

E outras coisas mais

 

Confesso que sinto sua falta

Do seu perfume

Do seu hálito com alucinante

De todos os nossos cheiros

De todos os nossos gostos

Que valem mais que diamantes

Que fluem –

E como fluem! –

E nos afogam

Morremos em nossos braços

Por alguns instantes.

 

Aliás, você não é mais uma

E por mais tenham existido algumas –

Meu passado eu não renego –

Você é e desde sempre foi

A única de qual não quero

Jamais me despedir

 

No máximo –

Que fique perfeitamente claro –

Quero com você me despir.

tesao

Todo amor do mundo

Ousei dizer que da vida já tinha visto de um tudo

Grave erro

Proposital engano

Assisti ao vivo o meu ego em seu enterro

 

Por crer que tinha visto de um tudo, achei que de tudo já sabia

Quanta ousadia!

Hoje sei que não sei mesmo de um tudo

E talvez de um tudo nem queira saber

 

A grande verdade é que não me brutalizei com os anos

Não deixei ir a minha inocência

Dói-me quando vejo a dor de alguém

Ainda que em troca eu só receba intolerância

 

E em cada aprendizado ou reaprendizado

Por mais que as lágrimas jorrem em primeiro plano

No fundo haverá para sempre o meu eu sonhador

Posto que do muito que não sei, sei do amor

E no amor

Eu sei que de um tudo eu amo.

relacionamento-com-deus

Magnanimamente cruel

Por falar demais

Pedi desculpas até pelo que não tinha feito

E por falar demais

Fui condenado até pelo que não fiz

 

E assim é a justiça do amor:

Sequer cabe recurso

Posto que está sofisticamente em curso

Incondicional e resoluto

Causticante e absoluto

Anacoluto e abrupto

Cerceamento de defesa.

Reiniciando

Não fale com o coração

Para quem mal de tá ouvidos

Para quem não escuta

Para quem não tenta ou se ocupa

Em tentar entender

Em tentar sentir

Aquilo que vai muito além das palavras brutas

 

Até porque

Mesmo sem querer

Um dia o vocabulário do coração se acaba

E mudo

Ele se acostuma

E perde aquela necessidade:

Já não tem mais nada a dizer

 

E depois disso tudo

Ele se escuta

E recomeça

Lentamente

A bater.

clarity-of-silence

Daqui a 10 anos

Daqui a 10 anos

Não quero estar onde estou

Onde estive

Quero-me para mim

E somente por mim

Já que sou o maior presente da minha vida

 

Daqui a 10 anos

Quero ter sentido

E sido muito mais

Posto que a vida é fugaz

E sei que somente depois da morte

Haverá algum tipo de paz

 

Daqui a 10 anos…

 

Dez anos?

Dez anos é tempo demais

Melhor deixar logo tudo para trás

E recomeçar hoje

Agora

Sem demora

Já está mais do que na hora

De viver de dentro para fora.

hoje-resolvi-pensar