Cambalhotando

Ainda que não saiba onde chegar

Eu ando

 

E vou achando, encontrando

Pedaços, faces de mim

Que eu não conhecia

No frango exposto na padaria

No café do Starbucks

No porteiro que me diz bom dia

Na senhora que eu ajudo na travessia

 

E por mais que nada disso pareça ter sentido

Eu vou, eu acredito

Tudo é tão cheio de cores

Diferentes texturas

Cheiros e sabores

Como posso não fazer parte disso?

 

E que fique claro:

Nada disso que acontece depende de mim

O mundo vai girar até o fim

E não faz diferença

Se estou

Ou se não estou

Faço parte disso tudo

Independentemente do que aconteça

 

Eu ando

Andar eu preciso

Se o mundo é inferno ou paraíso

Eu decido

E pela vida me vou

Sempre

Cambalhotando.

edna_frigato_no_circo_da_vida_as_vezes_estamos_no_palco_l40798q

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s