Na minha janela

Sexta-feira

E eu aqui

Olhando-me por dentro

Nos detalhes

A saudade se torna mais agressiva ainda

 

Encontro o vinho

O queijo

O café

Memórias que apertam o peito

Um coração que grita

Um coração em chamas

Que chama

 

A minha folia é ficar quieto

Procurando algum silêncio

Para ouvir meu eu

Ora inaudível

Em demasia quieto

 

Revejo aquela foto

Aquela poesia

Aquela música

Revivo cada segundo

Pois todos os segundos

Ficaram impressos na minha alma

 

E por fim

Fixo meu olhar em uma estrela

Meu corpo se arrepia

Meu coração acelera

Sei que é você

Brilhando e adentrando

A minha sempre aberta janela.

emoji-do-amor-estrela-de-pelucia-com-seu-nome-no-verso-D_NQ_NP_520511-MLB20560871901_012016-F

Ela usa preto todos os dias

Ela usa preto todos os dias

 

Acorda

Vai para a academia

Toma banho

Se maquia

Escolhe o seu melhor vestido

Degusta um bom e farto café

E vai viver sua vida do jeito que é

 

Mas ela usa preto todos os dias

 

Sorriso lindo, mágico

Cabelos que enfeitiçam

Olhos e boca que são um convite

Detalhes e mais detalhes

Todos os detalhes possíveis

É mais do que Vênus ou Afrodite

 

Mas ela só usa preto todos os dias

 

Sua conversa é envolvente

Fala sobre qualquer assunto

É articulada, inteligente

Aluna e professora

Simplesmente brilhante

Uma brilhante mente

 

Mas ela…

Ela só usa preto

Todos os dias

 

“Mas eu a vi usando um vestido branco ainda hoje!”

Diriam alguns

“Ela está sempre sorrindo!”

Diriam outros

“Já perguntaram se é feliz?”

Desconversariam todos

É que eu vejo a sua alma e garanto:

Ela se veste de preto

Inevitavelmente

Invariavelmente

Todos os dias.

luto-preto

Escola MV1 Icaraí – Processo Criminal

Creio que todos sabem que a Escola MV1 me acusou de calúnia e difamação (esfera criminal) por conta da história que narrei sobre o Keith Haring (para quem não sabe, o link com todos os detalhes pode ser encontrado ao final do texto). Tive até que ir a uma delegacia para prestar depoimento. O que eu não esperava, entretanto, é que desistissem no meio do caminho… Simplesmente abandonaram o processo e ele foi arquivado em definitivo.

Fico me perguntando: se a instituição tinha tanta certeza que estava correta, por que não levaram a questão adiante? Afinal de contas, não era eu um reles vilão? O que dirão agora os inúmeros pais que afirmavam que eu era um mentiroso querendo aparecer? O que dirão os “amigos” que perdi no meio dessa jornada, simplesmente porque acharam mais cômodo ficar em cima do muro? O que dirão os ativistas que me atacaram ferozmente? Querem saber? Eu simplesmente NÃO ME IMPORTO.

Eu lutei e luto por aquilo que acredito. Estou cansado de ver gente que só fala, fala, fala, mas que é incapaz de tomar uma atitude. Aliás, o Facebook está cheio dessas pessoas, que no fundo só querem aparecer. Musos e musas da direita… Fingem que nem te conhecem quando a coisa fica séria. COVARDES!

Só que há também o outro lado. Lado de gente que acreditou em mim desde o primeiro instante. Gente não necessariamente próxima, mas que conseguia ver a indignação que estava em meu coração. Gente que me perguntava como eu estava, como eu estava me sentindo… Como estava a minha filha… E a estes, em nome de Deus, o meu MUITO OBRIGADO. Que a vida lhes dê em dobro o MUITO que me deram.

Por vez ou outra, afirmo no Facebook que sou um homem de fé. Sim, é isso que eu sou. Sou uma pessoa que acredita em seus valores, e que não permite que ameaças, chantagens e coisas do tipo atrapalhem a sua minha caminhada. Obrigado, Meu Deus, pois foi o Senhor que me trouxe até aqui!

A verdade sempre aparece, ainda que tempo seja necessário para isso acontecer. Minha honra está lavada, e sigo firme e forte com o processo na área cívil. Afinal de contas, o difamado e o caluniado fui eu! E contra fatos não há argumentos.

Espero que compartilhem essa mensagem. A verdade precisa vir à tona.

Denúncia – Escola MV1 Icaraí – Niterói/RJ

Nunca mais

Hoje, eu te abracei

Não, você não estava aqui

Mas o vento fez questão

De me banhar com teu perfume

 

Fechei os olhos e abracei

Os quatro cantos da minha memória

E lá estava você

Onde sempre esteve

Sorrindo para mim

 

Senti teu peito tocando o meu

O calor da tua pele

As borboletas no teu estômago

A saudade tornando-se presença

O coração batendo forte

Poesias declamando

Flores de toda sorte

E a vida cantando:

Você… Você… Você…

 

E mais do que nunca

Tive você presente

Na minha mente

No corpo

Na alma

Não, você não me completa

Mas me faz ter sentido

 

E nesse abraço

A lágrima seca eu engulo

O aperto na garganta eu disfarço

E entrego-me como da primeira vez

Como sempre foi

Como é

Em você eu me faço e refaço

 

Ah! E o vento…

Que do teu perfume abusou demais

Mostrou-me que nunca é tarde

E quem sabe nessa vida fugaz

Eu ainda tenha muito tempo

Todo tempo que me resta

Para te abraçar

E ficarmos de uma vez por toda em paz

Para não dizer adeus nunca mais

Nunca mais.

 

fotos-pre-casamento-praia-paracuru-23