Daqui a pouco eu trago a camisinha…

Lá estava eu em uma mesa cheia de gente que eu conhecia e gente que eu acabei conhecendo, quando de repente aparece um garçom na minha frente, falando baixo e olhando no fundo dos meus olhos:

– Daqui a pouco eu trago a camisinha…

Como eu estava distraído participando das conversas, essa frase surgiu como algo completamente inesperado e eu não sabia o que fazer com ela. Será que ele estava me cantando? Sim, ele era gay. Então, respondi como uma pergunta:

– Traz o quê? – perguntei

– A camisinha! – respondeu ele

– Camisinha??? – falei assustado

– Sim! Dessas para colocar a cerveja dentro! – disse ele de maneira enfática, apontando para a garrafa de Heineken que estava ao meu lado sem a tal camisinha.

Eu sorri. Ele sorriu. Ele foi embora. Eu fiquei com vergonha.

– Peguei de outra mesa. – disse ele de maneira muito educada, ao retornar com a camisinha.

– Nada como compartilhar uma camisinha, né? – disse eu para amenizar o clima.

Eu ri. Ele riu. Fim.

P.S.: A camisinha era da Amstel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s