6 pensamentos sobre “Não faça da sua separação um drama (como eu fiz)!

  1. Com dois filhos, uma de nove e outro de seis, passei por algo muito semelhante. Decisão muito difícil na altura, mas que foi a decisão certa para todos. Entretanto já passaram 26 anos desde a separação e olho para esses tempos com uma enorme, enorme ternura!
    Este é um relato muito importante e que pode ser bastante útil a outros que estão a passar por situações semelhantes.

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi, Dulce! Em primeiro lugar, obrigado por compartilhar a sua experiência. Eu fiz esse post pensando em pessoas que conheço e que estão passando por situações semelhantes. Tudo é motivo para justificar a falta de coragem para seguir adiante. EU FIZ ISSO DURANTE MUITO TEMPO! E assim como você, cheguei à conclusão que era o melhor para todos. Aliás, o simples fato de não seguir adiante por conta do medo nos leva a uma questão simples: vontade de se separar a pessoa tem. Ponto. Digo mais: já está separada de fato. Resta saber por quanto tempo vai suportar viver como zumbi e se submeter às coisas mais humilhantes do mundo na vã tentativa de manter as aparências. Nessas situações, não se separar vira uma espécie de penitência que a pessoa se aplica por ter alcançado um novo nível de consciência e por ter descoberto que o casamento chegou ao fim. Pura CULPA! Amor próprio ZERO e amor romântico ZERO pelo outro. Bjs! :*

      Curtido por 1 pessoa

  2. Irmão vc me conhece. N coloco o nome pq n faz sentido. Eu entendo e vi tudo isso ai acontecendo. Tu n tava casado com vc mesmo ou tava? Fica parecendo coisa de doido esse teu papo. Se liga! Quando n rola mais amor homem e mulher n é casamento. Separa e pronto. Fica pensando em como vai ficar a vida do outro? E na tua quem pensa? Separa e vira amigo. Cuida da tua filha. Melhor coisa que tu fez. Vai ser feliz. Ta dado o papo.

    Curtido por 1 pessoa

    • Eu ia começar a resposta rindo, porque é ÓBVIO que eu sei quem é você. 🙂
      Eu entendi o recado e concordo 100% com você. Aliás, é justamente por conta de eu concordar que eu resolvi escrever esse texto. Eu lia muitas coisas na Internet, falava com muita gente e tal, mas no final de tudo cheguei a uma conclusão bem simples: a separação não ocorre quando A ou B saem de casa. Essa é a formal, a legal. A separação ocorre naquele dia em que você toma as rédeas de suas vida e fala de maneira clara: “Não é mais isso que eu quero para a minha vida e cabe a mim, e tão somente a mim, mudar isso. Talvez eu magoe algumas pessoas, mas o tempo cura todas as feridas, e nem eu e nem essas pessoas merecem viver uma mentira.”
      Abraços!

      Curtir

  3. Fábio adorei seu relato sincero. Parabéns! Também passei por esta situação, com um filho de 18 anos e uma filha de 15 anos. Sei bem que demoramos pra compreender que a melhor coisa pra nós é seguir em frente conosco só. Depois de tanto tempo juntos, parece que esquecemos um pouco de quem somos nós sozinhos. Aprendi tanto, descobri tantas coisas novas… me redescobri… e foi maravilhoso. Hoje sou uma nova mulher… muito melhor… muito mais feliz! Felicidade… Abraços…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.