É Deus

Já não carrego mais lembranças

Levo comigo os esquecimentos

Que insistem em dar seus ares

Vez ou outra

 

Ressignifiquei momentos

Bati prosas com o espelho

Guardei meu nariz vermelho

Fugi do circo

 

Ainda carrego certa culpa

De ter gasto tanto tempo

Admitindo o inadmissível

Vivendo a vida sem viver

 

Mas agora, vida afora

Vida aflora dos cacos de outrora

Aos poucos me reconstruindo

E meu restaurador tudo pode:

Ele é Deus.

9 pensamentos sobre “É Deus

  1. Pingback: É Deus – declamada por Michele Cruz | AGORA BABOU

  2. Pingback: Poesia “É Deus” do Fabio Ottolini #111 – Misttura Criativa

Os comentários estão desativados.