Erro

Eu erro
Eu errei
Eu errarei

Trago em mim a certeza do erro
Só quem nada faz não comete erros

O erro mostra que nem tudo sei
E que nunca saberei de tudo
Mas se quando eu erro, me desnudo
Trago para mim a responsabilidade
Me torno dono do erro

Não há como se reparar um erro
Sem dele ser dono

Enquanto eu não for dono do erro
Enquanto eu não entender a dimensão do erro
Eu continuo errado e continuo errando
E errar passa a ser desumano
Na medida em que banalizo o erro

Mas o erro também é a chance do acerto
Aliás, o erro trás consigo o acerto
E se toda vez que eu errar
Eu tentar acertar por conta do erro
Eu cresço, eu passo a ser mais
Eu deixo de ser o errado
Eu deixo de ser o erro

Estar errado é uma coisa
Permanecer no erro, uma decisão
Não se trata de obter ou pedir perdão
Mas sim de desfazer o erro

Erros podem ser desfeitos
Desde que eu nao tenha a pretensão
De que é só me desculpar
E permanecer no erro

Para cada erro, uma chance
De rever, de crescer
De mudar e de não mais errar
E quando isso acontece
O erro deixa de ser erro
E se torna evolução

Eu erro
Eu errei
Eu errarei

Eu acerto
Eu acertei
Eu acertarei

Erro, logo acerto
Acerto de uma vez –
Não me apego ao erro –
Posto que reparar o erro
Vale muito mais do que pedir perdão.

3 pensamentos sobre “Erro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.