Autorretratos, sempre!

A arte é uma expressão inequívoca de nossas vidas. A semente de toda obra ou forma de expressão artística germina em nossos corações, e voa mundo afora sem nenhuma pretensão que não seja a nossa própria necessidade de ser, de existir. A arte só existe porque nós existimos. Nós somos a arte e a arte somos nós. Um brinde a todos os artistas! 🥂🥂🥂

Duna, de Frank Herbert

Nenhum livro me impressionou tanto em se tratando de uma obra de ficção científica quanto Duna, de 1965. Lembro-me da velocidade com a qual eu devorava as páginas, tal como se fossem obstáculos me impedindo de descobrir a verdade, de entender e praticamente vivenciar o universo de Duna. Um mundo incrível, denso, que justamente por isso fez o livros ser o mais vendido do gênero de todos os tempos.

Depois, veio a música do Iron Maiden em 1983 (To tame a land, do álbum Piece of Mind), seguida do filme Duna em 1984, que contou até com a participação do Sting (The Police). Ambas as obras fazendo jus à majestral e épica obra de Frank Herbert. Ambas as obras imperdíveis.

Em dezembro de 2020, ao que tudo indica, será lançada uma nova versão do filme, que espero ser tão impressionante quanto o original. Por ora, entretanto, fiquem com a música do Iron Maiden, vejam o filme antigo e, obviamente, leiam o livro! É uma experiência única!

P.S.: O vídeo não oficial da música do Iron Maiden conta com cenas do filme de 1984. Casamento perfeito!

Artista sai pelas ruas espalhando divertidas miniaturas de personagens animados famosos

O artista francês Oakoak continua espalhando pelas ruas parisienses sua incrível street art. Seus desenhos são coloridos, lúdicos, inteligentes e despertam um sorriso por quem passa pelos locais on…

Fonte: Artista sai pelas ruas espalhando divertidas miniaturas de personagens animados famosos