09h47

Com a chuva, voltei para casa. Foi o suficiente para tirar a nebulosidade de minha cabeça e me dar mais clareza em relação ao que devo fazer.

Nada. E isso é muita coisa para quem gosta de fazer acontecer. Fazer nada cai bem quando fazer qualquer coisa produz o mesmo resultado que nada fazer. Pena que fazer nada não queima calorias…

E isso me lembrou uma música:

Era esse o nada que eu gostaria de estar fazendo agora:

“Nada melhor do que não fazer nada só pra deitar e rolar com você.”

Esse nada queima calorias. E muitas!

Close to my fire

Difícil imaginar algum tipo de música mais sensual do que Blues, mas essa… Até o som da guitarra do Bonamassa está indecente! Logo ele, o Gibson Man, destroçando com uma Fender! ❤

Close to my fire
(Joe Bonamassa / Beth Hart)

Strike a match and set me on fire
Watch it burn and flames getting higher
You light me up, sweet old desire
So won’t you come close to my fire?

Baby, it’s cold when you’re gone
Don’t make me wait, wait too long
Whenever you’re near I have all this feeling
You’re melting me down
Oh, I’m a believer

Strike a match and set me on fire
Watch it burn and flames getting higher
You light me up, sweet old desire
So won’t you come close to my fire?

Boy you are my symptom delusion
You’re melting me down, my resolution
I can escape, can’t say I’m trying
You say my name, oh I can’t hide it
So come on, shoot down
Don’t smoke it down
You can’t stop craving til you come around
I can’t deny it, I’m right here at home
My fever is waiting
Oh you know I want ya

Strike a match and set me on fire
Watch it burn and flames getting higher
You light me up, sweet old desire
So won’t you come close to my fire?

Close to my fire

Ain’t no need to tell me why
Ain’t no need to tell me why
Because you know I want you to…

Strike a match and set me on fire
Watch it burn and flames getting higher
You light me up
Oh yea yea yea, You light me up
Oh come on, You light me up!
Close to my fire
Come come come come close to my fire

Fallin’ For You – The Defiants

Revigorante! Esse CD é de 2019, mas tem uma cara da década de 1980/1990 que me deixou com um sorriso de orelha a orelha! O guitarrista é o MONSTRO sueco Robert Marcello (garoto propaganda da Boss durante incontáveis anos e mestre da guitarra neoclássica), mas não é só isso… Há aquela vibe do Eddie (Van Halen), Vito Bratta (White Lion), George Lynch (Dokken), Yngwie Malmsteen, Vinnie Moore, apenas para mencionar alguns.

É música que não agride aos ouvidos e poderia facilmente estar tocando em todas as rádios mundo afora.

Enjoy! 😉

About Love I Don’t Know a Thing – by Floor Jansen

Sim, você sabe que é para você e sabe que é apenas a seu lado que me sinto assim.

About Love I Don’t Know a Thing
by Floor Jansen (sim, a composição é dela!)

I asked my mother what she knows about love
She said, girl, not that much but I do know that
My heart led me to make honest choices
Who to go to, who to live with, with whom to share

I asked my father what he knows about love
He said ask your mom please
But I can say that my heart led me to make honest choices
Who to go to, who to live with, with whom to share

For I know much about riches, and I know more about bliss
And I also feel the sting when once again it’s hit and miss
And I know all about joy, and maybe more about mourning
But about love about love I don’t know a thing

So when you asked me what I know about it
I said darling not that much but I do know that
My heart will lead me to make honest choices
Who to go to, who to live with, with whom to share

For I know much about riches, and I know more about bliss
And I also feel the sting when once again it’s hit and miss
And I know all about joy, and maybe more about mourning
But about love about love I don’t know a thing

I only know, I only know
Only when you’re with me

The Phantom Of The Opera – com Floor Jansen e Henk Poort

Vamos começar com a versão original, que foi gravada em estúdio e faz parte de um musical com o mesmo nome.

Sim, eu já achava essa versão bonita. Sempre achei. Só que ouvir a versão ao vivo da Floor Jansen com o tenor Henk Poort, ficou algo absurdo! Sabe quando alguém melhora algo que você não acreditava que poderia ser melhorado?

Não sei descrever o tal “Floorgasm” (termo criado para descrever o que se sente ao ouvir a voz da Floor), mas causa arrepios e algumas vezes até lágrimas… É, definitivamente, a maior cantora que já tive a chance de ouvir.

Não se enganem: ela é uma soprano com formação clássica. Ela não é dona de apenas uma voz. Ela vai do Heavy Metal ao Clássico, muitas vezes dando o seu “personal touch” nas músicas justamente por conta desse dom. Há CENTENAS de vídeos de professores de música avaliando as performances da Floor e todos são unânimes: elas são absurdas!

Enjoy!!! 🙂

Carry on Wayward Son – Kansas ou Malmsteen?

A pergunta é retórica, obviamente. A música é do Kansas e Malmsteen a regravou em um álbum chamado “Inspiration” justamente para mostrar o quanto essa música o havia influenciado. É a mesma música, mas a do Malmsteen é uma versão com esteróides, digamos assim.

E aí? Qual das duas?

Kansas
Malmsteen