AC/DC – You Shook Me All Night Long

Acordei com essa música na cabeça! Não há como tirar e nem diminuir o volume! Rs.

Lembrei do show que fui da banda em 2010… Isso sim é uma banda e isso sim foi um show! Inesquecível! ❤

Lindsey Raye Ward – Sia – Chandelier (Drum Cover) + Maddie Ziegler

Assim… É muito legal vê-la tocando bateria. A música me agrada e ela é segura ao extremo. Parece um relógio! Sem contar que é linda! ❤

Abaixo, o vídeo original da Sia. Nesse caso, o show fica por conta da bailarina (Maddie Ziegler). ABSURDO!

A thousand years – Christina Perri

“Então, quando achar que ninguém gosta de você, ou quando você não estiver gostando muito de você, ouça e lembre-se que eu gosto. E pare de ser tão insensível comigo.”

https://youtu.be/rtOvBOTyX00

Foi essa música que veio junto com a mensagem do WhatsApp. Carinho puro.

E dizem que anjos não existem…

Dream Theater – The Bigger Picture

Essa música não sai da minha cabeça… É um primor em todos os sentidos. A criação de vários climas e texturas, a letra, a parte instrumental… Enfim. É para ouvir em silêncio absoluto prestando atenção em todos os detalhes.

Nunca devemos subestimar as letras criadas por bandas de rock mais pesado. Em muitos casos, estimulam a reflexão e auto-crítica, algo que é fundamental para quem “patina” na vida.

“What If caught in a moment
I get lost and can’t find my way
What if all along I was wrong
In every turn, In every way
Would you talk me off the ledge
Or let me take the fall
Better to try and fail
Then to never try at all

You look but cannot see
Talk but never speak
You live but cannot breathe
See but don’t believe
Wounds that never heal
A heart that cannot feel
A dream that’s all too real
A stare as cold as steel

I’ve listened to the stories of resentment and disdain
I’ve looked into the empty eyes of anger, fear, and shame
I’ve taken blood from every stone
And traveled every road
When I see the distant lights illuminate the night
Then I will know I am home”

P.S.: Não sei deixe levar pelo “guitarra pesada é coisa de metaleiro”. Ouça. Diga o que acha depois. 🙂

Andy Timmons – Como assim???

Não sei o porquê de eu ter demorado tanto tempo para perceber a grandeza desse guitarrista. É de impressionar! Detalhe: as músicas dele ao vivo são melhores que as gravadas em estúdio. Detalhe para o solo de baixo do primeiro vídeo. 🙂

Pés na Sarjeta

Blues de minha autoria. Se eu não me engano, de 1998.

 

Pés na Sarjeta

 

Ouça esse blues

Como quem houve uma despedida

Pois do fundo do meu coração

Não te quero como amiga

 

Já te tive em meus braços

Já vi você gritar por mim

Te ver sem te ter

É decretar meu próprio fim

 

[Refrão]

Não se preocupe

Eu já sei me virar

Mudam os nomes e os sobrenomes

Mas a história é a mesma:

Uma garrafa de whisky e meus pés na sarjeta

 

Diga pros outros

O que disse para mim

Talvez eles acreditem

No seu papo de mulher de botequim

 

Já estou cansado

Das tuas mudanças de humor

Quero sangue, quero carne

Quero amor, quero ardor

 

[Refrão]

 

[Solo]

 

[Refrão]

d2e6564d208cc4c4137379f3fa313455--whiskey-girl-body-shots