Doe-se

E no dia de hoje

Queira ser o motivo

Do sorriso de alguém

 

Afinal de contas

O que pode ser mais valioso

Do que ofertar o que só você tem?

quando-somos-bons

Liberdade – Declamada por Michelle Cruz

Sem palavras… Ficou LINDA!!!!! OBRIGADO, MICHELLE!!! ❤ ❤ ❤

Link para a minha poesia original: https://mcmistturacriativa.wordpress.com/2019/11/07/poesia-liberdade-do-fabio-ottolini-58/

Link para o post da Michelle: https://mcmistturacriativa.wordpress.com/2019/11/07/poesia-liberdade-do-fabio-ottolini-58/

In Vino Veritas – Corte Rosé

Em meio e de forma alheia
Às confusões e rebuliços da mente
A verdade que sai do vinho
É a verdade que se verdadeiramente sente

In Vino Veritas

E uma vez vista, a verdade não pode (e nem deve) ser desvista.

O medo é necessário…

Sempre gostei muito desse texto. Reblogar é viver. 🙂

AGORA BABOU

…e a realização de nossos sonhos e desejos mais profundos também é!

Já imaginaram um paraquedista sem medo? Todo paraquedista sabe que, mesmo depois de realizados 10.000 saltos, a probabilidade de um acidente acontecer continua a mesma se as devidas precauções não forem tomadas. E é justamente o medo de morrer que faz com que o paraquedista continue sendo cuidadoso, talvez até mais cuidadoso do que no início, ainda que vá se tornando cada vez mais experiente.

E se assim não fosse? Dobraria o paraquedas de qualquer maneira ou pediria para terceiros dobrarem, não se preocuparia com as condições meteorológicas, e assim por diante. Chances de um acidente? Monumentais.

É importante, entretanto, deixar claro que há uma linha de corte entre o medo prudente, necessário, e o medo irracional, que paralisa e se torna uma “barreira intransponível”. O paraquedista, ainda que com medo, salta, e nesse sentido é o próprio…

Ver o post original 172 mais palavras