Mil sóis

Sinto a tua presença em tudo
No todo
Nas partes

Não caminho mais sozinho
E nem caminho para esquecer
Porque tudo que sei fazer é lembrar

Vivo silêncios ruidosos
De onde brotam infinitas declarações de amor
Desejos e vontades reiteradamente confessos
Saudades que não são doridas
Vida que é viva
E que me faz acreditar
Que minha própria vida
Ficou de pé e pôs-se a andar
A correr
A voar!

Não mais me anseia o futuro –
Estou ocupado demais com o presente –
Estrepitando sentimentos dormentes
Permitindo-me sentir e ir
Sem receio
Sem medo
Imerso em mim
Ardendo feito mil sóis.

Não mais és

És o sonho que mais foi sonhado,
És o desejo que mais foi desejado,
És a loucura, a sanidade, a realidade, o devaneio,
És tudo que eu nao sabia que me faltava ou sobrava,
És tudo que eu sequer sabia que existia,
És o fim, o princípio e o meio.

Mas hoje,
Quando toca-me a pele o sol, a chuva, a brisa e o vento,
Quando chega as minhas narinas o aroma inebriante de um café,
Quando degusto o vinho maturado na mais incandescente saudade,
Quando ouço a música que me faz arrepiar a pele da alma,
Quando vejo-te mais perto, de perto, por perto…

Não posso mais dizer que és
E disso não me lamento:

Ouço o universo dizer que somos.

Enlaçados

Ela não sabia atar nós
Ela só sabia fazer laços

Mas ela queria saber de nós
E juntos criamos laços

Laços não são como nós
Nós é que somos os laços

E os laços que estão em nós
Feito nós, não se desatam.

Black Velvet – Allanah Myles – Sara Loera

Sabe quando você ouve uma interpretação de uma música e seu queixo cai? Pois é… É o caso tanto com a intérprete original (Allanah Myles) e com a Sara Loera que descobri recentemente. Os meus ouvidos preferem a Sara, até porque ela canta com o corpo também. Enfim…

Black Velvet foi feita em homenagem ao Rei do Rock e do R&B: Elvis Presley (minha opinião). A letra representa bem quem era o Elvis: único e inesquecível. Um eterno menino que se foi de maneira trágica e prematura.

Sem mais delongas, as duas versões. Divirtam-se. Letra logo após os vídeos.

Mississippi in the middle of a dry spell
Jimmy Rodgers on the Victrola up high
Mama’s dancin’ with baby on her shoulder
The sun is settin’ like molasses in the sky
The boy could sing, knew how to move ev’rything
Always wanting more, he’d leave you longing for

Black velvet and that little boy smile
Black velvet with that slow southern style
A new religion that’ll bring you to your knees
Black velvet if you please

Up in Memphis the music’s like a heat wave
White Lightnin’ bound to drive you wild
Mama’s baby’s in the heart of ev’ry school girl
“Love Me Tender” leaves ‘em cryin’ in the aisle
The way he moved, it was a sin, so sweet and true
Always wanting more, he’d leave you longing for

Black velvet and that little boy smile
Black velvet and that slow southern style
A new religion that’ll bring you to your knees
Black velvet if you please

Ev’ry word of ev’ry song that he sang was for you
In a flash he was gone, it happened so soon
What could you do?

Black velvet and that little boy smile
Black velvet in that slow southern style
A new religion that’ll bring you to your knees
Black velvet if you please

If you please

Iluminados

Tudo era feito de luz
E nossos caminhos tão iluminados
Que de olhos fechados conseguíamos ver

Não eram as luzes da cidade
Eram as luzes da felicidade
E todos os outros conseguiam perceber

Nos viram
Nos vimos
Fomos marcados
Iluminados:
Só nos basta ser.