Sorrisos

Sorrisos

Inevitáveis

Imprecisos

Concisos

Radiantes

Flagrantes

Incontestáveis

Intermináveis

Sorrisos

 

Sorrisos

Abundantes

Fascinantes

Vivos

Emotivos

Inebriantes

Desconcertantes

Cativantes

Sorrisos

 

Sorrisos…

 

E de nada mais eu preciso.

o-sorriso

Retumbante

Há tanto

Um grande tanto

Ferido

Que vive pelos cantos

Escondido

 

Há sorrisos em prantos

Há o que se ignora

Mas que de fato ainda existe

Sob as máscaras do agora

 

Há o que foi dito

O que precisa ser dito

O inaudito

A fuga e a negação

Do conflito

 

E há o tempo que passa

Cadenciado

Desapercebido

E que mantém incólume

Essa eterna ode

Que toca no coração que bate

Retumbantemente aflito.

a-cura-para-o-coracao

Doe-se

E no dia de hoje

Queira ser o motivo

Do sorriso de alguém

 

Afinal de contas

O que pode ser mais valioso

Do que ofertar o que só você tem?

quando-somos-bons

Dia de São Jorge

Salve, São Jorge! Hoje, agora e sempre!

AGORA BABOU

São Jorge, que a tua proteção, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, esteja sempre presente em nossas vidas. Que teu manto nos cubra e proteja, mantendo-nos sempre longe do mal. Através de ti, rogamos acima de tudo a proteção divina, e em teu nome depositamos a fé de que sairemos ilesos de todo mal que nos cerca. E pedimos a ti, São Jorge, porque sabemos que és servo fiel de Nosso Senhor Jesus Cristo, seu fiel ajudante e escudeiro, que não o negou nem mesmo diante da morte.

image

Ver o post original

Australian Crawl e Itacoatiara, Niterói/RJ

Feriado de flashback sem Australian Crawl não é legítimo! Sério… Desengavetei os 47 anos com gosto. Essa banda é a cara da praia de Itacoatiara (em Niterói/RJ) na década de 1980. E descobri que ainda é a banda de Itacoatiara em pleno 2019! A música continuava lá… Eu só precisava prestar atenção para ouvi-la.

Bons tempos! E o que é bom fica para sempre. ❤ ❤ ❤

P.S.: Itacoatiara é uma das praias mais bonitas do mundo e isso não é um exagero. Basta ver aqui.

Mediocridade

É procurar no amor alguma certeza ou razão

É amar com um pé atrás

É amar com os pés no chão

 

É viver de aparências

É aparentar ser

É nunca ser nem causa e nem consequência

 

É prender o cabelo quando bate o vento

É não sair de casa porque acabou o filtro solar

É fazer cálculos a todo momento

 

É abraçar sem encostar o peito

É beijar sem usar a língua

É tentar fazer amor e não sentir qualquer efeito

 

É o poema vazio e plasticamente correto

É virar a cara para a “cara metade”

É achar erro no que está certo

 

É o quase, o quem sabe e o talvez

É viver a vida em marcha lenta

É querer entender todos os porquês

 

É matar o desejo e o sonho

É viver o tempo todo sorrindo

Com o coração sempre tristonho

 

Mas

Acima de tudo

A mediocridade é uma escolha:

É como ter em mãos uma preciosa garrafa de vinho

E nunca sacar a sua rolha.

Shot018[5]

Cantando alguma canção – declamada por Michelle Cruz

E ela fez de novo! Mais uma poesia minha declamada para queridíssima Michelle Cruz! Mais uma vez, sem palavras… Ela faz as minhas poesias ficarem mais bonitas do que realmente são. 🙂

Obrigado, Michelle!!! De coração!!! ❤ ❤ ❤

Vídeo no Facebook:

 

Link para o post do blog dela:

https://mcmistturacriativa.wordpress.com/2019/04/18/cantando-alguma-musica-21/

Minha poesia original:

Cantando alguma canção