Florder

Florder (verbo)

Ato ou efeito de florescer ou ser flor diante de grandes desafios, ambientes inóspitos ou intempéries.

Exemplos:

1 – Não fique assim… Florda-se!

2 – Florda-se tudo isso!

3 – Flordeu-se quando encontrou o amor.

4 – Vamos florder?

Hourglass

When I think about our time
I end up thinking about an hourglass
With the sand following its course
Driven not by its will
But by gravity:
The most inexorble force

And I think of me as the sand
Going back and forth
Going around any obstacles
Against all odds
Circumventing will and wonts
As long as gravity keeps pulling me

But what if the hourglass breaks?
What if time fails us?
Will you be able to hold me still?

You won’t, my dear…
You won’t

As I am sand
I will have to follow my destiny
My fate right through your fingers:
Though I wanted to be in your hands

So, take care of our hourglass
Take care of our time
Take care of us
You’d better beware.


Câncer de Mama Masculino

Um dia, eu estava andando na praia e senti que meu mamilo esquerdo estava mais sensível do que o normal. Cheguei em casa e fiz um autoexame. Para minha surpresa, havia um nódulo bem abaixo do meu mamilo.

Fui na Internet procurar sobre o assunto. Minha tia por parte de pai morreu de câncer de mama. Sei que o assunto não é brincadeira. Eu já sabia que homens também poderiam ter câncer de mama, mas ali estava eu preocupado, meio que sem saber o que fazer, até porque era domingo.

No dia seguinte, corri para um mastologista. Ele me examinou e disse que não parecia ser câncer, mas algo conhecido como ginecomastia. Pediu uma mamografia e uma ultrassonografia para fechar o diagnóstico.

E lá fui eu fazer os exames. Vi-me diante de um monte de mulheres com possíveis problemas muito mais graves nas mamas. Sei que o câncer de mama masculino corresponde a cerca de 1% dos casos, mas e se eu fosse um desses 1%? Passava de tudo na minha cabeça. Era algo que realmente estava mexendo comigo.

Fiz a mamografia primeiro, e logo depois a ultrassonografia. A mamografia é um exame desconfortável, digamos assim. E eu pensando nas mulheres lá fora, esperando para passar pelo mesmo que eu. Lembrei das estatísticas e tal, e achei que Deus queria me mostrar alguma coisa. Eu ainda não estava certo do quê.

Da mamografia, fui direto para a ultrassonografia. A médica fez o exame e pediu para ver a mamografia. Com firmeza, me disse que era a tal ginecomastia. Alívio total, mas na minha cabeça só se passava como poderia ser se a médica tivesse dito que era algo mais grave…

Voltei ao consultório do médico e ele me disse que eu poderia tomar um remédio ou tirar o nódulo fora. “Vamos tirar isso agora!”, disse eu. E marcamos a cirurgia.

Fiz os exames pré-operatórios e marcamos a cirurgia. No hospital, lembro-me de brincar com as enfermeiras que se preparavam para as cirurgias da parte da tarde. Eram quatro salas de cirurgia. Havia eu e mais três cesáreas (sim, eu operei em um hospital maternidade). E para não perder o bom humor, falei em alto e bom som: “Só para deixar claro, o meu caso não é cesárea, tá?” Risadas sem fim, até que o anestesista me apagou.

Fiz a cirurgia e tal. Acordei ainda no centro cirúrgico. Muito louco da anestesia, querendo falar com todo mundo. Fui para o quarto ficar em observação e acabei voltando para casa durante a noite, na companhia de minha mãe (que ficou lá o tempo todo), e resolvi andar pela rua para o efeito da anestesia passar (coisa que o médico disse para eu não fazer).

Foram 15 dias com os pontos. Depois, a espera pelo resultado da biópsia. Quase 30 dias no total. Realmente, um lipoma (descobri isso faz uns 30 minutos). Nada demais. Eu estava livre!

E durante esse tempo todo, entre o descobrir o nódulo e receber o resultado da biópsia, eu fiquei tentando entender o que Deus estava querendo me mostrar, e isso ficou claro:

1 – Homens: essa doença não é apenas de mulheres. Há câncer de mama masculino! Portanto, façam o autoexame e procurem ajuda o mais rapidamente que puderem caso encontrem algo diferente nas suas mamas.

2 – Mulheres (e essa foi a parte mais importante): eu vivi de maneira rasa o que vocês vivem ou podem viver com 99% de chances a mais do que eu. Queria deixar clara aqui a minha admiração e carinho pela sua força, pela sua luta, na certeza de que começar a lutar contra a essa doença terrível o quanto antes é a melhor maneira de prevenir problemas mais graves. Façam o autoexame! Cuidem-se! E recebam o meu apoio incondicional. ❤

Maiores informações no INCA.