Tudo há de ficar bem

Tuas lágrimas não são motivo de vergonha. Tua dor merece todo o respeito do mundo. Teu receio do futuro é mais do que justificável. Teu medo de que tudo se repita é plausível. Tu estás ferida, machucada, com o coração apertado, e não há como fugir disso. Simplesmente não há.

Quanto mais resistires, pior será. Quanto mais evitares esta onda de sentimentos lancinantes, mais agudos eles se tornarão, e não irão embora enquanto não realizarem dentro de ti a proposta divina e universal da mudança.

Mudança necessária! Não estás vivendo tudo isto por acaso. É imperativo que acredites que a vida está a chamar-te para viver em um novo patamar, que não pode ser alcançado enquanto a dor, que ora age como implacável e rigoroso professor, atinja dentro de ti os seus objetivos.

Sê forte! Tem fé! Acredita na transformação necessária para que chegues ao teu destino. E quando lá chegares, não te esqueças das lições. Aprenda com teus erros e faça de tudo a teu alcance para que eles não se repitam.

É o que te desejo do fundo do meu coração, porque comigo foi exatamente assim. Só quando me entreguei para o que eu sentia e cheguei ao fundo do poço é que me dei conta de que o Deus que tira é o mesmo Deus que dá. Havia um propósito em minha aparente queda. E assim como no meu caso, Deus está trabalhando em tua vida. Tenha fé nisto.

Tu és uma obra de Deus e toda obra de Deus é perfeita. Repousa durante a noite, quando tudo parece ser 100 vezes pior do que realmente é, tendo a certeza disto. Deus é contigo hoje, agora e sempre.

Amém.

Cabelo verde

– Eu fiquei chateada porque a pessoa disse que eu sou um monstro! – disse a moça indignada.

– E se ela falasse que o teu cabelo é verde? – retrucou o seu amigo na tentativa de ajuda-la.

– Eu iria rir!

– Por quê?

– Porque meu cabelo não é verde!

– Então, por que você ficou chateada quando a pessoa disse que você é um monstro? Você também não é um monstro. Você sabe que você não é um monstro.

Quando uma pessoa mal intencionada questionar os seus valores e os seus princípios mais fundamentais, lembre-se sempre de quem você é. Esta é a única parte que verdadeiramente importa.

Não deixe que o outro deposite em você o lixo que é dele. Autoconhecimento é tudo!

* Texto adaptado/inspirado no trabalho do Dr. Gabor Maté.

Vim trazer verdades 47

Se eu pudesse dar um conselho para alguém, seja essa pessoa quem for, o conselho sempre seria o mesmo: conheça-se profundamente e ao extremo, em todos os detalhes.

Conheça as suas qualidades e os seus defeitos. Conheça como você opera, como você pensa, como você age. Saiba o que você faria e o que não faria. Saiba quais são os seus valores, quais são as suas crenças. Saiba o que você aceita e o que você não aceita. E, acima de tudo, saiba o que você é e também o que você não é.

Porque a vida vai te dar muita porrada. Vão jogar lixo na sua cara. Vão fazer acusações relacionadas à coisas que você sabe que jamais faria. Vão dizer coisas sobre a sua pessoa que você simplesmente sabe que não é. E isso vai acontecer no trabalho, em rodas de amigos, em relacionamentos românticos, na igreja, e em qualquer outro ambiente ou lugar.

Antes de perder seu tempo se justificando ou se explicando, consulte quem você é. A acusação merece defesa ou quem o acusa já o condenou? A ofensa merece o seu desequilíbrio emocional? É bem provável que não e isso por si só já é uma resposta. Aliás, o silêncio costumar ser a melhor das respostas.

Da próxima vez que tentarem de tirar do sério por qualquer motivo que seja, aprume-se. Quem se conhece não concede ao outro o direito de definir ou mesmo insinuar algo que seja diferente da sua essência. Quem se conhece não se abala com o julgamento dos outros.

Conheça-se. Esse é o único caminho.

Vim trazer verdades 41

CHEGA!

Chega de não chegar junto. Chega de fazer corpo mole. Chega de planejar um futuro sem estar presente no agora. Chega de gerundiar com minha vida. Chega, chega, chega!

Amo muito, mas não dá para amar por dois. Amor é construção e não estou disposto a construir “puxadinhos”. Quero muito, mas quero tudo agora, porque já vi vários dos meus hojes se transformaram em ontens, e por isso não dá para esperar “só mais um pouquinho”.

É pegar ou largar. Eu tenho fome de você e fome de viver. Entretanto, vida eu só posso ter uma e eu escolho viver.

Vim trazer verdades 39

Nossa visão imediatista diante da dor nos torna míopes. Tentamos evitar a dor a todo o custo, nem que para isso tenhamos que nos humilhar, usar e abusar de drogas (controladas ou não), e muitas vezes adotar até mesmo padrões de comportamento que colocam em risco a nossa integridade física, mental e espiritual.

NÃO!

A dor de hoje é, na maioria esmagadora das vezes, a felicidade de amanhã. É preciso que a vida leve o que não é nosso e o que não nos cabe, para que possamos evoluir e alcançar aquilo que é verdadeiramente nosso e alinhado com o propósito de nossa existência.

Portanto, não fuja da dor. Encare-a de frente e sinta-a em todas as suas dimensões, na certeza de que ela está preparando você para o melhor, que com certeza ainda há de vir.

Acredite no processo!

Sexta-feira 13

Nada de azar

Nada de sorte

Só o que eu preciso

Para construir a minha história

E renascer de mim

Por mim

Por fim.

Crisol

O que eu procurava
Em mim já existia
E se transformava em poesia
A todo instante

Um universo inteiro
A lua e o sol
Na vida um crisol
De tudo que é verdadeiro

Vivos e gritantes
Os abraços e os beijos
As paixões e os desejos
As taças que já bebi

Todas as minhas vísceras
As tristezas e os medos
As confissões e os segredos
O amálgama de mim

Era essa a minha loucura
Procurar o que eu já tinha
O que em mim se aninha
O que estou disposto a oferecer

É tudo gratuito
Pois nada tem preço
Porque tudo que ofereço
É porque só sei ser assim.

Em boa companhia

Ao andar sozinho

Percebi detalhes do caminho

Fui capaz de ouvir meus passos

Observar minha respiração

E o ritmo do meu coração:

Eu me senti

 

Ao andar sozinho

Passei por flores e espinhos

Becos, avenidas e praças

Do chão batido ao asfalto

Do sapê ao concreto, do aço à lata:

Eu senti o mundo

 

Ao andar sozinho

Provei todas as cores e temperos

Beijos e abraços intensos, insossos e acesos

Camas desarrumadas e fartura sobre as mesas

Tudo passageiro com retrogosto definitivo:

Eu senti o passar do tempo

 

Ao andar sozinho

Nada controlei ou antecipei

Nada esperei e muito recebi

E com o peito inundado pela esperança

Tornei-me da minha vida autor e protagonista:

Eu me reconheci.