Vacinado, seu babaca!

Estou vacinado. Não tem foto. Tem é vacina no braço. Tem é um ser humano que se virar jacaré, vai comer o cu de quem já deveria/poderia ter se vacinado e ainda não se vacinou porque é um completo babaca.

Não, não tem essa de não acreditar na vacina. A vacina sempre foi a única saída. Sempre. Foda-se a marca, o nome. E está aqui, no meu braço. Está aqui não só por mim, mas para todos nós.

Entendeu isso, babaca? Eu tomei a vacina e saí do posto de saúde sabendo que contribuí não apenas para a minha saúde e da minha família, mas também para a sua, babaca. Eu me preocupo com você e você não se preocupa comigo. Eis a nossa diferença.

A máscara continua. O álcool em gel continua. O distanciamento social continua. Só mudou uma única coisa: hoje, eu posso chamar com mais força ainda todos os babacas negacionistas desse mundo de babacas.

Não tem esse de “economia a gente deixa para depois”. Sem saúde, babaca, não tem economia. Não tem nada. Caiu no conto do Bolsonaro, né? É típico de um babaca cair no conto de outro babaca.

Quer se redimir? Abandone a sua seita e passe a se comportar como um ser humano digno. Pare de acreditar em cloroquina e ozônio no cu. Saia da bolha. Venha para o lado do bem.

Fique com Deus, babaca! Ainda há tempo. Apenas deixe de ser babaca!

VIVA A CIÊNCIA! VIVA A VIDA!

Uso de máscaras durante a pandemia

Andar sem máscara na rua não faz você parecer uma pessoa descolada e engajada politicamente. Só faz você parecer um BABACA sem nenhum respeito pelos outros. Empatia zero. Inteligência questionável. Será essa a imagem que guardarão de você. Esteja certo disso.