Caudalosa

Não era para dependermos das nuvens.

Era para estarmos acima delas,

Onde há sol o ano inteiro.

E ainda assim,

Que a chuva nos lave,

Que nossos lábios se beijem,

E que a água que desagua por entre tuas pernas,

Pelo rio onde navego todo e inteiro,

Leve-me para a foz deste úmido e caudaloso pesadelo.

(sonho)

Haja toalhas!

Não sei se sabes…

Mas dizem que quanto mais se corre da chuva

Mais a água insiste em nos molhar

 

Já dizia o ditado popular:

“Quem está na chuva é para se molhar”

 

Que fiques molhada, então

Bem molhada

De maneira alguma irei te enxugar

Pelo contrário

No que depender de mim

Teu corpo inteiro vai molhar-se de pingar

 

Que tu escorras em mim

Gota a gota

Simples assim.

MULHER DA CHUVA