Destemendo-me

Longe da presença dos outros

Diante da minha inevitável presença

Tornaram-se inadiáveis os questionamentos

As razões de ser, de viver

 

Quem sou?

Por que sou?

Por quem sou?

Será que sou por mim?

 

E em meio ao bombardeio de perguntas

Jorram aos borbotões as respostas

E sobre elas pairam dúvidas:

Será que eu mesmo as forneci

Ou será que só as repeti

Como tantas outras vezes fiz?

 

Passou da hora de eu mesmo me conhecer

Por mim

Eu devo isso a mim

É corolário para a plenitude da minha vida

 

Prefiro viver cheio de verdadeiras dúvidas

Do que repleto de falsas certezas

Quero as cartas sobre a mesa

Quero os pés no chão

Quero mudar ou formar opinião

Quero transformar os pesos em leveza

E desfazer todas as ilusões

Estoura-las feito bolhas de sabão

 

Não é possível fazer isso sem dor

Sem definitivamente me responsabilizar

Sem aceitar as coisas como são

Sem perdoar-me e sem pedir perdão

 

Não fui nem tão bom e nem tão ruim

Nas mais diversas situações

Eu simplesmente fui o que sabia ser

E toda essa minha derradeira imperfeição

Aqueceu e acendeu meu coração:

Há muito para conhecer

Muito para desaprender

Muito para evoluir

 

Ainda estou em processo

Não cheguei ao fim

Sequer sei se já cheguei ao começo

Mas, hoje, já posso afirmar:

Um dia, eu já temi a solidão

E só a temia por temer-me.

Faltou CORAGEM

É preciso muita CORAGEM para olhar bem nos olhos de um povo, de uma nação, de um país, e dizer o seguinte:

“O mundo foi pego de surpresa por essa situação. Sequer entendemos o tamanho do problema. Por conta disso, pedimos que fiquem em casa. Sabemos que isso é difícil sob o ponto de vista social e econômico, mas estamos lidando com um inimigo desconhecido, e o nosso objetivo maior é preservar a vida de todos os brasileiros. Enquanto vocês ficam em casa, avançaremos na preparação do nosso sistema de saúde, onde investiremos de forma maciça, ao mesmo tempo em que trabalharemos incansavelmente com a comunidade científica nacional e internacional, com o objetivo de encontrar o melhor tratamento, desenvolver vacinas, e até mesmo descobrir uma eventual cura para essa doença terrível. Vamos tomar as providências que forem necessárias para atenuar o impacto dessa pandemia em suas vidas, e pedimos mais do que nunca que não percam as esperanças. Juntos, conseguiremos vencer essa guerra. Juntos, somos mais fortes. Brasil acima de tudo. Deus acima de todos. E que Ele nos abençoe.”

Faltou CORAGEM. CORAGEM.

Coragem da porra!

Nem sempre se chega

Onde se espera chegar

Mas dá um orgulho da porra

Saber que se teve a coragem de tentar

 

E de coragem em coragem

De cabeça erguida para sonhar

Fica ainda mais óbvia a certeza:

O momento certo ainda está por chegar.

kaayke_fox_tentar_nao_significa_conseguir_mas_todos_os_l37jqz6.jpg

Amor para se amar

Havia uma vale enorme
Um abismo intransponível
Entre vontades e desejos
Amor e paixão:
A ousadia do discar

Mas e se não atender?
Mas e se atender?
Custa tentar?

Mas e se não houver assunto?
Mas e se tudo for assunto?
Não vale arriscar?

Mas e se quiser culpar?
Mas e se quiser perdoar?
Nem assim vale arriscar?

A distância deve ser desfeita
A presença deve ser refeita
O amor não precisa ser perfeito
Só é preciso amor para se amar.

Desmascarando

Máscaras…

Já não te valem mais nada

Caíram

Despedaçaram-se

Simplesmente sumiram

 

Vi teus olhos marejados

Na despedida

As gargalhas desmedidas

Abundantes fagulhas e centelhas de vida

O teu olhar de admiração

Que fez tua alma ficar despida

Teu corpo contraindo-se em turbilhão

Enquanto repousas em mim, exaurida

 

Foram-se todas as máscaras

Mas tu não podes

E nem queres ir mais:

De que adianta ires só de corpo

E tua alma ficar para trás?

 

E quanto as minhas máscaras

Como bem sabes

Nunca as tive:

Na presença ou na ausência

No sorriso ou no pranto

O amor por ti eternamente reside.

frase-o-amor-arranca-as-mascaras-sem-as-quais-temiamos-nao-poder-viver-e-atras-das-quais-sabemos-que-james-baldwin-143517

Temo-me

Não temo a morte

Temo estar morto em vida

Em alimentar feridas

Que sequer precisariam existir

 

Temo que me falte coragem

Para seguir minha vontade

E que o que fogo dentro de mim arde

Cozinhe meu destino

 

Temo que me sobre medo

De ir, de ficar

De esperar, de avançar

Medo do que nem sei se existe

 

Temo temer

Essa é a verdade

Temo ser um grande e falso sorriso

E encontrar um medíocre abrigo

Que assassine minha esperança

 

Temo temer

Tudo que eu poderia viver

E ainda que o tempo não seja meu amigo

Não é meu maior inimigo

Posto que este já sou eu.

se-o-tempo-curasse

Mantendo o foco

Menos foco no que você é

(ou acha que é)

Mais foco no que você quer ser

(ou já é e não se deu conta)

 

Less focus on what you are

(or on what you think that you are)

More focus on what you want to become

(or on what you are already and haven’t realized yet)

cat-looking-in-mirror-sees-lion_thumb[1]

Save