Estiagem

E essas coisas

Que eram poucas

E eram tantas!

 

Cheiro de terra fértil

De flores

Aromas

Cores

Sabores

 

Sombra da árvore

Onde eu descansava

Sombra da árvore

Que eu protegia

Era ali que eu me achava

Era ali que eu me via

 

E dessas coisas tantas

Ficaram coisas poucas

E o rio que já correu em meu rosto

Diante da estiagem

Se esvazia.

650x375_barco-seca-rio-sao-francisco-remanso_1602137