Contagem regressiva

Se com o meu nascimento

Inicia-se a implacável

Contagem regressiva

Agressiva

Para minha morte

Valha-me, Deus!

Dá-me um pouco de sorte!

Para que não haja morte em vida

Ainda que seja eterna a vida após a morte.

Vida

O amor nos iguala

Já ouvi dizer que é a morte que nos iguala. Ricos e pobres, pretos e brancos, vamos todos morrer. TODOS. Não há exceção.

Sempre me incomodou essa visão pessimista. Será que só somos iguais no fim de tudo? O que nos iguala no hoje, no agora? E cheguei a uma conclusão muito simples. Tão simples que chega a ser assustadora. O que nos iguala é o amor.

O amor não repara nesses detalhes. Sim! Não repara! O amor não repara e é irreparável. Ele simplesmente não se importa. Ele chega, quer seja na forma de uma paixão arrebatadora ou como uma brisa leve, e decide ficar. Essa é uma das características mais marcantes do amor. Ele fica. Não faz perguntas, não precisa de uma explicação, e não pede autorização. Ele pode. Ele decide. Ele é decisivo. Ele é agente de mudança. Ele é a mudança.

Não importa o tempo. Não importa a distância. Não importa a idade. Não importa a fase ou o momento da vida. Quando ele chega, ele chega. Ele existe. Ele é. Negá-lo é negar-se. Fugir dele é fugir de si mesmo. Esforço inútil. O amor vence. Sempre. O amor é em sua essência um vencedor. Ele não busca a vitória. Ele é a vitória.

Então, permita igualar-se antes que a morte chegue. Não tenha medo. Jamais! Ame! Seja amado! Entregue-se! A vida se encarrega de acertar os detalhes. E assim, sorria diante de sua morte, sabendo que foi e viveu tudo que poderia viver em vida.

friedrich_nietzsche_aquilo_que_se_faz_por_amor_esta_sem_trf_lkzoq82

Por amor

Quando perdermos a conta de quantos outonos já passamos juntos, e chegar o momento de descansarmos pela eternidade, peço que Deus nos leve ao mesmo tempo ou que te leve antes de mim. Prefiro eu ficar com a dor da tua ausência do que ver-te sofrendo com a minha. Até porque sei que irei naturalmente logo depois de ti. Corações ligados pelo mais puro e sincero amor, não conseguem sobreviver se não estiverem juntos. Sinto e sei que somos para toda eternidade.

Nosso amor é a prova de que a eternidade existe.

Ad infinitum

Podes negar minha presença

Mas não podes negar a falta que faço

Podes negar minha voz

Mas não o que eu te digo em silêncio

Podes negar meus beijos

Mas não o desejo que transborda de teu corpo

Podes negar o óbvio

Mas não o que obviamente sentes

 

Podes me negar todos os dias

Várias vezes ao dia

Podes fazer isso por semanas

Por meses, por anos

 

Tu podes tudo

Podes até escolher

Não seres feliz

Mas o tempo há de mostrar

Que tudo que fiz

Foi mostrar o que teu coração

Que pulsa descompassado

Escancaradamente diz

 

E quando a noite fechares os olhos

Sozinha ou acompanhada

Ouvirás o chamado que de ti emana

Angelical, não?

É tua alma

Que sempre

Ruidosa e desesperadamente

Me chama.

Me chama..

Me chama…

a-saudade-e-a-nossa-alma-dizendo-para-onde-ela

Alegria e Felicidade

Tudo é transitório

Tudo é mutável

Menos a minha eterna vontade

De distribuir alegria e felicidade

 

Porque isso fica com as pessoas

É o presente maior que posso dar

Não se compra, não se vende

E deixo pegarem a vontade

 

Sempre que posso, mais do que gosto

De deixar lembranças boas para as pessoas

É uma maneira de me fazer eterno para elas

Eu tenho essa singela necessidade

 

Porque o bem que fiz

A alegria e a felicidade que causei

Fazem de mim pura alegria e felicidade

E assim torno-me um ponto de luz na estrada da eternidade.

03_10_2014__19_35_326742623a55725e0af34b2161dc29bc026a01b_640x480