Neither

Old memories
Old places
Old faces

New memories
New places
New faces

Tomorrow comes
Yesterday is gone
And though nothing
Remains –
Or even stays! –
The same…

Today
It feels like the sun
Is standing right before my window
And life is being lived
To the fullest:
But neither new
Nor anew.

Sonho muito

Sonho muito
No intuito
De que algo fortuito
Faça-me estremecer

Sonho muito
E ainda assim
A realidade nua e crua
Faz-me ser

Sonho muito
Com o essencial
O carinho e o abraço
Que fazem tremer

Sonho muito
Porque parece injusto
Ter a alma vazia
Querer e não ter

Sonho muito
Sonho com o sonho
Com um mundo risonho
Feito sol ao alvorecer

Sonho muito
Porque sonhar
É viver
E quem não sonha
É só mais um vulto
Que já se deixou morrer.