Feito um bom vinho

Que o brinde distante
Se torne apenas
Mais um motivo
Para brindarmos ao vivo
Pelo que achávamos
Que tínhamos
Pelo que achávamos
Que não precisávamos

Tempos difíceis
Corações tristes
Almas amoadas…

Mas eu estou aí
Tu estás aqui
Não percebes?
É tudo temporário

E talvez seja esse
O grande detalhe:
Tudo é temporário
Nada é de fato nosso
Mas o que sentimos
É do mundo
É o próprio mundo
É a nossa vida
É a nossa coragem

E que nossos corações –
Ora desnudos –
Encontrem-se em sonhos
E que acordemos risonhos
Com menos dúvidas
E com algumas –
Ainda que poucas –
Certezas
Que espantem as tristezas
Feito fartos goles
De um bom vinho.

Volta às aulas presenciais em 2020? Enlouqueceram?

Só para deixar clara a minha posição com relação à volta às aulas: minha filha de 12 anos só pisará na escola ano que vem. Ponto. Que as escolas sejam inteligentes o suficiente para criarem sistemas híbridos (on-line e presencial), ou eu irei judicializar a questão. Sugiro que outros pais façam o mesmo. Não é porque temos um presidente louco que vamos trancar 40 crianças + professores em salas de aulas por HORAS. Isso é prejudicial e extremamente perigoso tanto para as crianças como para os professores. Aliás, talvez seja mais perigoso até para os professores por conta da idade.

EDIT 1: Peço que compartilhem esse post. É para o bem de nossas crianças e dos nossos professores.

EDIT 2: Isso não quer dizer não pagar mensalidades em 2020, só para deixar claro. Só que as escolas podem ajudar abatendo das mensalidades os custos variáveis nos quais não estão incorrendo. É questão de bom senso.

Exemplo da França pós “flexibilização”: https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2020/05/uma-semana-apos-reabrir-escolas-franca-fecha-70-por-causa-de-coronavirus.shtml

#VoltaAsAulas

Somos ou não somos uma nação?

Um Brasil dividido no meio de uma pandemia. Todos estão certos. Todos estão errados. A única coisa que deveria nos unir, que é a pandemia, deixada de lado, invisível.

Aprendi desde muito cedo que para que os gritos cessem também é preciso parar de gritar. A quem interessa esse pandemônio que vivemos? Quem é o homem que, de cima de um cavalo, clama por respeito sem respeitar? Quem são os senhores da justiça que, ao invés de usarem suas capas feito super heróis, agem em causa própria? Quem são os leitões que, no meio de todo essa lama, criam leis que eles mesmos não se sentem na obrigação de respeitar? E quem somos nós, divididos por crenças diversas, ao ponto de não conseguirmos enxergar no outro alguém que também precisa de paz, ainda que sequer tenha se dado conta disso?

O Brasil está em chamas. Há Neros de todos os lados, de todos os tipos. O vírus passeia e permeia. Mata, indiferente.

Embainhem suas espadas, senhores do poder! Não haverá espólio algum nessa guerra suja que ninguém conseguirá ganhar. O exemplo precisa vir de cima, sim! É chegado o momento de mostrarem que são homens e, acima de tudo, BRASILEIROS. É chegado o momento de deixarmos de ser inimigos de nós mesmos.

Deus acima de tudo. Brasileiros somos todos. E sem brasileiros, não há Brasil.

Somos uma nação ou não?

Liberte-se!

Querer ser amado por quem não sabe o que é o amor é uma dolorosa maneira de morrer um pouco todos os dias. No amor não há espaço para amadores e muito menos para quem ama dores. Deixe ficar na sua vida só quem for profissional da área. 🙃🙂😉

Hão de florir

Na estrada
Que leva ao nada
Encontrei-te
A seguir

Na estrada
Que leva ao nada
Encontrei-te
E precisei partir

É porque preciso
Chegar
Ser
E estar
E na estrada
Que leva ao nada
Não posso existir

Mas se quiseres
Chegar
Ser
E estar
Abandona a estrada –
A mesma que leva ao nada –
E outros caminhos hão de florir.