Sorria sempre!

Você se foi e não se tornou uma pessoa horrível por isso. Não passei a te odiar e a torcer para que tudo dê errado em tua vida por conta de você ter ido embora. Não mesmo. Não faria sentido algum ser assim. O que eu sentia era amor e continua sendo de alguma forma.

Deixei claro que por mim você não iria. Deixei claro o quanto eu te amava, e se mesmo assim você decidiu ir, o que posso fazer além de torcer para que você seja feliz?

Amar é isso. É deixar ir. Se você faz falta? Muita. Minha vida ficou meio sem graça, como se estivesse faltando um pedaço. Há dias bem difíceis. Mas, se você não queria ficar, de que me adiantaria a sua presença? De nada. De absolutamente nada.

É preciso encarar os fatos. Até para sofrer é preciso ter dignidade. Você se foi porque quis e nesse sentido me fez até um favor. Quero ao meu lado quem sinta que precisa e queira estar comigo, que ria das minhas palhaçadas, que admire a maneira como eu encaro a vida, o meu jeito de amar, e que sinta vontade de ficar e pagar para ver como vai ser o futuro. Eu mereço isso, entende? Também mereço ser feliz.

Eu espero que você esteja feliz e curtindo a tua vida. Era isso que eu te desejava e nesse sentido nada mudou. O que vivemos juntos foi uma (quase) vida inteira, e não vou deixar que um eventual apego ou mesmo alguma carência turvem ou distorçam as nossas memórias. Não mesmo. Foi tudo muito bom (minha memória é seletiva: só lembro das partes boas).

Eu? Eu vou ficar bem. Eu sempre vou ficar bem. Tinha certeza disso antes de te conhecer. Essa certeza permanece e independe de você. Ainda estou me acostumando a viver sem as nossas rotinas (juro que eu gostava delas), mas a vida segue seu curso.

Um beijo e fica bem, tá? Posso até não concordar com a tua decisão, mas acima de tudo eu respeito o teu direito de não querer ficar. É o mínimo que posso fazer em nome do que a gente viveu.

P.S.: Você fica linda sorrindo. Sorria sempre!

Site de Relacionamentos

– É sério que você criou um perfil em um site de relacionamentos? – perguntei.

– Sim, eu criei. – ela respondeu envergonhada.

– Mas por que você fez isso? Era só ter me ligado…

– Estou cansada de mentiras… As pessoas mentem muito… Só decepção atrás de decepção…

– E você acha que em um site de relacionamentos existe algum compromisso com a verdade? PQP! Lá é a “Porta dos Desesperados”!

– Bem… É… Você tem razão…

– Obrigado!

– Ainda posso te ligar?

– Não!

– Por quê?

– Porque você criou um perfil em um site de relacionamentos.

Fim.

One Way Blues

Mais uma música das antigas… Aos poucos, resgato todas!

One Way Blues

De manhã bem cedo
Eu levantei para tomar café
Me olhei no espelho
É, eu já estava de pé
Pensei em tomar uma cerveja
E me lembrei de você
Minha maior ressaca
Meu maior prazer

[REFRÃO]

Você me pegou
Como quem pega uma cerveja
Bebe todo o conteúdo
Quebra o casco sobre a mesa
E diz eu paguei:
Por uma cerveja one way
One Way Blues…

É, não tem problema
A minha vida sempre foi assim
Mil roteiros, mil viagens
Que sempre tiveram o mesmo fim
Pensei que você fosse um anjo
Que me desse muita luz
Mas você foi só uma cerveja
Foi apenas mais um blues

REFRÃO

SOLO

Pode ficar despreocupada
Se é que você se preocupa
Qualquer coisa, você é sempre esperta
Inventa logo uma desculpa
Os cacos de vidro
Que tanto cortam eu já limpei
E já arrumei pra mim
Outra cerveja one way

REFRÃO

SOLO SEM FIM…

Quiçá

Diante do céu e do mar,

Pés nas areias do tempo,

Olhos fixos no horizonte:

Nada a temer ou lamentar.

O que é meu, meu será,

Aqui ou em outro lugar,

E o sol há de iluminar

Tudo que jaz adiante.

Ouço a brisa me lembrar

Dos abraços ainda por dar,

Dos beijos ainda distantes,

Lembrando-me do que já fui

E de tudo que existia antes.

Há vinhos ainda por tomar,

Conversas para embalar,

Segredos para confessar,

Muros para derrubar,

Pontes para edificar.

Por ora, sem demora,

As preces de outrora

Se fazem vivas na memória,

E sinto que o ontem,

Amanhã… Quiçá.