Sem palavras

Você me conquistou no dia em que eu precisei ir
E sem palavras você me disse: “eu te espero”

Acabei por voltar de onde nem era o meu lugar
E sem palavras você me disse: “eu te quero”

E por fim, trocamos olhares tomando vinho no chão da sala
E sem palavras você me disse: “eu te amo”

Estou até agora sem palavras
E eu não sou de ficar sem palavras

Mas mesmo que eu tivesse todas as palavras
Meu coração resiste e ao mesmo tempo insiste
Para que eu lhe diga sem palavras: “eu também”.

Lentamente…

Lentamente…

 

Arrasto-me

Afasto-me

Parece que não saio do lugar

Mas não

De fato estou a me movimentar

É que te acostumaste a me ver parado

Incondicionalmente a teu lado

Mas eu sou brilho

Luz e movimento

Preciso de motivos para ficar

 

Lentamente…

O sol ruma ao poente

Para não mais te iluminar.

Save

Precisa-se

Se preciso explicar

E argumentar

E pedir

Para não ir

Ou pedir

Para voltar

 

Se preciso dizer

O que sinto

E não desisto

De demonstrar

E me desculpo

E me culpo

Pelos muros

Que não criei

E insisto em derrubar

 

Realmente

Preciso

Precisar

Ser mais conciso

Dar espaço

Ao sorriso

À vontade de tocar

 

Sendo bem preciso

É fato que preciso

Simplesmente

Ver-te precisar.

amo-como-ama-o-amor.jpg

Save