Oi??? O quê???

Algumas frases que coloquei no texto Responsabilidade Afetiva, despertaram demônios que eu não conhecia…

“Não vou me separar. Inclusive, meu/minha marido/esposa sente tesão em saber que faço sexo com outras pessoas.”

Em privado, me perguntaram se eu sabia o que era “cuckold”. Eu não sabia. Me explicaram.

Resumo: homem que tem tesão em saber que sua mulher está transando com outro. Ele pede para bater fotos, para filmar. Pede para ela contar os detalhes. Em estágio avançado, e aí já é presencialmente, pede para a mulher transar com o outro na frente dele e depois com ele sem nem tomar banho.

Detalhe: ele escolhe com a mulher com quem ela vai trai-lo. Não pode ser qualquer um. Tem que ser aprovado pelos dois.

Estou sem palavras, tanto pelo homem que se presta a isso como pela mulher. A nossa sociedade está muito, muito doente. Isso é a glamourização da cornitude. Não é possível que haja amor entre um casal que pratique isso. Amar uma mulher e entregar de bandeja para outro homem, e ainda sentir tesão nisso? NUNCA! E a mulher que se submete a isso? Melhor eu ficar quieto…