Você não é substituível!

Normalmente, eu escrevo um texto e procuro uma imagem ou frase que tenha a ver com ele. Hoje, faço o contrário.

Passeando pelo Pinterest, encontrei a frase que está no final desse texto.

Somos criados (eu pelo menos fui) diante da máxima “ninguém é insubstituível”. E de uma forma ou de outra, essa frase é uma grande falácia. Ela parte do pressuposto que a vida é uma espécie de competição, onde temos que nos posicionar de maneira superior aos demais para não sermos substituídos. Talvez haja verdade nisso em se tratando de ambientes estritamente profissionais, mas a vida é bem mais do que mero profissionalismo…

Eu tenho qualidades e defeitos. Todos temos. Em nossa jornada pelo mundo – nossa vida, somos constantemente bombardeados pela sensação de que devemos seguir um determinado padrão para que a aceitação venha. E nos culpamos e até mesmo nos rejeitamos por conta disso. É um eterno jogo do tipo “se eu fosse assim, a minha vida seria melhor”. Ledo engano.

Eu, Fábio, sou único. Sou um conjunto de experiências e histórias, de vitórias e derrotas, que me fazem ser eu, Fábio. Percebem o poder disso?

Há pessoas que pensarão em você e sentirão em você (e por você) somente o que VOCÊ pode dar, o que somente VOCÊ pode ser. E justamente por isso, no dia de hoje, seja lá quem você for, gostaria de deixar claro que VOCÊ é especial e que EU também sou. E sim: sermos o que somos é de fato um super poder.

Não deixe que um dia difícil ou um momento difícil defina a sua vida. Não deixe que a opinião de uma pessoa (ou grupo de pessoas) seja algo limitante ou mesmo constrangedor. VOCÊ É VOCÊ E SÓ VOCÊ SABE SER ASSIM.

Em busca da melhor versão de nós mesmos – SEMPRE!!!, mas na certeza de que somos o bastante e que somos capazes de, de alguma forma, fazer a diferença no mundo e nas pessoas que nele habitam.

VOCÊ tem superpoderes e EU também. Seja bem-vindo ao clube. Nós somos insubstituíveis. 🙂

Foice

Algumas vezes

É preciso doer como nunca

Para que não doa para sempre

 

A vida é assim

Nos altos e nos baixos

“Nas favelas, coberturas,

Quase todos os lugares”

 

Não importa a idade

Ou se é cedo ou tarde:

Ir ou deixar de ir

Decidir ou não decidir

Tudo é ou gera

Uma implicação

Sob a qual versam versos vivos

Que carecem de explicação

 

É para ser sobre o hoje

E nunca sobre o amanhã

Que soa deveras infinito

Mas que pode não acontecer

Pode não vingar

Pode não ser

 

A contagem regressiva para a morte

Inexorável, invisível

Foice que alguns deixam

Ao relento

E quando chega

Em um único corte

 

Foi-se

 

Independentemente

Do querer ou não

Foi esta a sua sorte.

bruno_guilherme_foi_se_o_tempo_foice_o_tempo_l4jlvgg

Vim trazer verdades 3

Vim trazer verdades: não adianta só pedir; é preciso estar preparado para receber.

Sabe aquela moça que sonha com um príncipe encantado ou o rapaz que torce para encontrar o amor de sua vida? Lamento informa-los, mas o tal príncipe não virá em um cavalo branco (pode até vir – nunca se sabe) e o amor de sua vida talvez seja encontrado na sala de espera de um consultório médico.

A vida é assim. Nossos sonhos se realizam sempre. O essencial é trazido até a nossa vida sem que precisamos fazer força. Ele simplesmente acontece.

Entretanto, você não escolhe a hora. Pode acontecer com 18 anos. Pode acontecer com 70. E a pergunta permanece: você está preparado para receber o que pediu?

“Se fosse antes…”

“Já se passou muito tempo…”

“Sou muito novo para isso…”

“O que as pessoas vão pensar de mim?”

“Vou ter que fazer mudanças…”

[insira a sua desculpa acima]

O universo nos ouve o tempo todo. Ele trabalha por nós. Esteja preparado! Não tema! Não super racionalize! Apenas esteja atento e deixe o que você sempre sonhou entrar na sua vida. Dê boas vindas. Agradeça. E acima de tudo, aceite.

Nunca é cedo ou tarde demais. Não há momentos ou lugares errados. Acredite na sua intuição. Tudo acontece quando e como tem que acontecer. Não ignore as inúmeras mágicas que o universo teve que fazer para entregar de bandeja exatamente o que pediu.

o-universo-sempre

Eu sou o medo

Não tenho medo

Confesso, já tive

Mas o resto de mim que ainda vive

É puro sossego

 

Não tenho medo

Depois que o vi de perto

Acolhendo-me de braços abertos

Revelando meus segredos

 

Não tenho medo

Não preciso mais dele

Pois nada que o futuro desvele

Destruirá meu vinhedo

 

Não tenho medo

 

Não mais

 

Hoje, eu sou o medo

Trago para tua vida

Um não linear enredo

Convém não refugar

Melhor logo aceitar:

Usa em teu favor

Todos os teus medos.

2016-sem-medo

Lolio temulentum

Há dias em que acordo

E simplesmente não me reconheço

Não me suporto

E nesses dias finjo que eu sou

A pessoa do dia anterior

E as cizânias que brotaram hoje

Eu ressemeio ontem

E as que de fato prejudicam o hoje

Sem dó algum eu corto.

O semeador