Em busca da verdade

O amor não é a foto no Instagram

É o que faz a foto precisar existir

Não é a mensagem do WhatsApp

Mas a vontade de enviar a mensagem

Não é o coração do Facebook

Mas o sorriso indisfarçável por detrás da tela

 

O amor é sempre causa

Nunca consequência

 

Nunca vi um amor sobreviver só de palavras

De declarações

Nunca vi um amor sobreviver só de coisas grandes

Monumentais

O amor se retroalimenta de coisas pequenas

Da intimidade, da cumplicidade

Da atenção aos mínimos detalhes

Da generosidade e da sinceridade

Da desavença e do entendimento

Do perdão, da compreensão

 

O amor é pai de tudo que é bom

De tudo que na vida faz genuína diferença

 

E eu, como aprendiz de poeta

Digo que o amor não está nas minhas poesias

Mas no que não mostro

Aceito e sinto

Para mim, o amor é invisível

Mas eu sei

E como sei!

Que ele de fato existe

 

O amor é minha única verdade

E em busca da verdade eu sigo.

homem-andando-na-rua-1024x680

Redes (Nada) Sociais

E então, você olha na timeline do seu amigo… Sim, aquele mesmo que pega o ônibus sem ar-condicionado com você todo o dia para ir e voltar do trabalho, e se depara com a seguinte frase:

“Se fui pobre, nem me lembro!”

A frase é a legenda de uma foto. A foto é bonita! Neve, todo mundo sorrindo, uma alegria contagiante! E aí você lembra do ônibus… E lembra que naquele mesmo dia o seu amigo tinha dito que ia começar a levar comida de casa, porque o vale-refeição não estava dando nem para comprar uma coxinha com refresco genérico.

Neve ou marmitex? Marmitex ou neve? Quem é seu amigo, afinal?

Depende… No mundo real, ele é o do marmitex. Provavelmente, jamais conseguiria viajar ou ver neve se assim não fosse. No mundo virtual, entretanto, ele praticamente mora na neve. E isso, sinceramente, mostra o quanto estamos na merda em termos de valores.

Desde quando ter ou não ter dinheiro faz de alguém melhor ou pior? As Redes Sociais são meios para nos comunicarmos com nossos amigos e nos reconectarmos com amigos do passado, ou maneira de criarmos avatares, que representam aquilo que gostaríamos de ser?

O problema das Redes Sociais é que elas se transformaram em um espaço para delírios coletivos, onde pessoas se vendem pelo que não valem e pessoas compram aquilo como verdade. “Nossa, como Fulano é mais feliz que eu! Veja que lindo o banheiro da casa dele!” Sorte que foto não tem cheiro…

A vida de todos é cheia de altos e baixos. Não use as Redes Sociais como termômetro da sua felicidade. Por detrás de rostinhos que sorriem aos pés da Torre Eiffel, pode haver histórias e desafios muito maiores do que é possível imaginar. E acredite: se você soubesse de todos esses desafios, daria graças a Deus pela sua vida “mais ou menos” e seria MUITO feliz!

Seja feliz com sua vida! Só isso! Não use como desculpa para não ser feliz a vida dos outros. E lembre-se sempre: um churrasquinho na laje pode ser tão ou mais divertido que uma festa de gala. Depende apenas do ângulo você vê a situação.