Tempo, tempo, tempo…

Que tempo é questão de opção

Isso não se discute

E se digo que para certas coisas há tempo –

Digo para estas coisas sim! –

E se digo que para outras coisas não há tempo –

Digo para estas coisas não!

 

Não há meio termo

E é importante esta questão:

Sem se falar abertamente

Diz-se muito

Emite-se uma certidão

 

E dando tempo ao tempo

Descobrem-se todas as verdades

Observando-se o todo

Evidenciam-se as obviedades

 

Tempo, tempo, tempo

De prisão ou liberdade

Que segue sempre em frente

Alheio à toda e qualquer vaidade

 

Tempo, tempo, tempo

De indiferença ou reciprocidade

Tempo que leva e tempo que traz

Gélido esquecimento ou torrencial saudade.

d7c43b0273bc9eda684ac7032b562173

Tudo na vida é uma opção

Fugindo dos olhos

Da voz

Do toque

 

Mantendo-se distante

Olhando de longe

Ou mesmo nem olhando

 

O Sol

A Lua

O mar

Não precisam de anuência para existir

 

Há coisas que simplesmente existem

E que são como são

 

A recusa

A negação

O não dito em detrimento do sim

O sim dito no lugar do não

 

E a vida passa…

Cheia de possibilidades

De escolhas

Tudo na vida é uma opção

 

E diante de toda mentira explícita

Há uma verdade enclausurada

Clamando por atenção.

verdades