Paradoxo da Pandemia

Muitas pessoas que nunca usaram máscara ou álcool em gel, que são contra a vacinação, e que nunca respeitaram o distanciamento social sobreviverão sem nunca terem sido infectadas pelo Covid-19. Essas pessoas dirão que tudo foi um grande exagero e que os cuidados de fato nunca foram necessários. Essas pessoas rirão de você que se cuidou e que se vacinou. Dirão que você caiu no conto do vigário. E está aí o grande paradoxo dessa pandemia: quem não se cuidou ou não se cuida foi e está sendo diretamente beneficiado por quem se cuida.

Quando você se cuida, você cuida dos outros também. Quando você não se cuida, você não cuida dos outros também. Prefiro pecar pelo exagero do que pela falta. A minha consciência está tranquila. E a sua?

Vacinado, seu babaca!

Estou vacinado. Não tem foto. Tem é vacina no braço. Tem é um ser humano que se virar jacaré, vai comer o cu de quem já deveria/poderia ter se vacinado e ainda não se vacinou porque é um completo babaca.

Não, não tem essa de não acreditar na vacina. A vacina sempre foi a única saída. Sempre. Foda-se a marca, o nome. E está aqui, no meu braço. Está aqui não só por mim, mas para todos nós.

Entendeu isso, babaca? Eu tomei a vacina e saí do posto de saúde sabendo que contribuí não apenas para a minha saúde e da minha família, mas também para a sua, babaca. Eu me preocupo com você e você não se preocupa comigo. Eis a nossa diferença.

A máscara continua. O álcool em gel continua. O distanciamento social continua. Só mudou uma única coisa: hoje, eu posso chamar com mais força ainda todos os babacas negacionistas desse mundo de babacas.

Não tem esse de “economia a gente deixa para depois”. Sem saúde, babaca, não tem economia. Não tem nada. Caiu no conto do Bolsonaro, né? É típico de um babaca cair no conto de outro babaca.

Quer se redimir? Abandone a sua seita e passe a se comportar como um ser humano digno. Pare de acreditar em cloroquina e ozônio no cu. Saia da bolha. Venha para o lado do bem.

Fique com Deus, babaca! Ainda há tempo. Apenas deixe de ser babaca!

VIVA A CIÊNCIA! VIVA A VIDA!

Não entendo…

Não consigo entender como uma partida de futebol ou mesmo a decisão de um campeonato justifiquem as aglomerações em casas e bares. Não consigo. Essas atitudes não tem a ver com os políticos. Tem a ver conosco enquanto seres humanos. Qual bem pode ser mais precioso do que a vida? Discutam política. Encontrem culpados. Esbravejem. Só não se esqueçam de se olhar no espelho. Espero que tenham a coragem de fazer isso.

A (falta de) lógica das massas bolsonaristas

A lógica das massas bolsonaristas é perversa e agressiva para qualquer pessoa com um QI mediano.

A mesma pessoa que diz que não há pandemia, diz que o vírus é chinês. Essa mesma pessoa diz ainda que a cloroquina é a cura. Sim, a cura para a doença que não existe. Querem mais um pouco?

A mesma pessoa que reclama do “médico da emissora” convocando as pessoas para serem mesárias, dando a entender que se importa com o distanciamento social, culpa prefeitos e governadores por conta das restrições impostas para atingir esse objetivo. E mais… Finge não saber que o Bolsonaro sempre foi abertamente contra o distanciamento social. Querem mais um pouco?

A mesma pessoa que culpa o Mandetta por no início da pandemia dizer para as pessoas só irem para o hospital em caso de falta de ar, finge não saber que o nosso sistema de saúde é e continua sendo extremamente precário, e que a contaminação seria muito maior se toda e qualquer pessoa com eventuais sintomas de uma doença desconhecida fosse parar nos hospitais. Querem mais um pouco?

A mesma pessoa que cobra rigor no combate à corrupção, assiste em silêncio ao desmonte da Lava Jato e não se incomoda, de forma alguma, com os eventuais ilícitos cometidos pelo PR e sua família, além do uso indevido da PGR e da AGU como escritório de advocacia. Querem mais um pouco?

A mesma pessoa que achincalha a Camila Pitanga e seu filho diante de eventuais fraudes nos exames que os diagnosticaram com malária, insiste na confidencialidade médico/paciente quando o paciente é o Bolsonaro. Querem mais um pouco?

A mesma pessoa que aplaudiu o veto do aumento do funcionalismo público federal, se calou quando os militares, que nada mais são do que funcionários públicos federais, receberam aumento. Querem mais um pouco?

A mesma pessoa que fala de ditadura do STF no caso da Saúde especificamente, jamais abriu a CF e leu os Art. 196, 197, 198, 199 e 200. Culpa o STF por não deixar o Bolsonaro agir, sendo que o próprio PR jamais quis agir, até mesmo por conta de não reconhecer a existência da doença e muito menos da pandemia, ao ponto de ser capaz de deixar o Ministério da Saúde nas mãos de um “interino permanente” sem nenhuma experiência para ocupar o cargo. Querem mais um pouco?

Já chega. São tantas inconsistências… Dá até cansaço falar sobre cada uma delas.

Tenham honra! Tenham dignidade, bolsonaristas! Vocês são relativistas sem nenhum compromisso moral com o que falam, muito menos com a verdade. Falam porque falam. Falam porque não pensam sobre o que falam. Falam porque são gado. Nada além de gado. Repetem… Repetem… Repetem… Foram adestrados, e são ocos e cansativos.

P.S.: Não pense que as pessoas não percebem o seu nível de idiotia. Elas percebem. Só querem preservar a amizade ou laços familiares. Não tenha dúvida, entretanto, que seu problema cognitivo ou desvio de caráter foi devidamente notado.

Lavar louça é um vício!

Lavar louça é um vício. Lavei 2 pratos e meia dúzia de talheres e pensei: “Meu Deus! Nesse frio, como isso é prazeroso!” A minha ideia era ir de casa em casa na minha rua me oferecendo para lavar louça! Mas aí, lembrei da pandemia… Achei melhor só lavar a louça aqui de casa mesmo. Eu queria ajudar as pessoas, mas não vai dar… Sintam as suas louças lavadas! Lavem suas louças pensando em mim! 😁

Uso de máscaras durante a pandemia

Andar sem máscara na rua não faz você parecer uma pessoa descolada e engajada politicamente. Só faz você parecer um BABACA sem nenhum respeito pelos outros. Empatia zero. Inteligência questionável. Será essa a imagem que guardarão de você. Esteja certo disso.