Por inteiro

Nunca fugi de ti

Sempre fugi de mim

 

Em teus braços

Descobri-me

Vi-me

Pela primeira vez

E o eu que existia

Destronou-se de mim

 

Percebi com clareza

O quanto eu era “meio”:

Meio feliz

Meio realizado

Meio completo

Meio inteiro

Meio vivo

Eu era só metade

Metade de mim

 

Não aceito!

Não quero mais ser meio

Quero ser inteiro

Viver intensamente

Ser potencialmente

Tudo que de fato sou

Tudo que jazia absorto

Talvez morto

Dentro de mim

 

Processo irreversível

Ainda mais agora que sei

Que somente juntos

Tu e eu somos infinitos

Nas risadas

Nas lágrimas

Nos pensamentos

Nos carinhos

Nos gemidos e gritos

 

Somos o nexo causal

De vidas plenas

Destino presente

Transparente

Certo

 

E para deixar claro

Em fugir

Já nem penso mais

Pois já não há mais paz

Em fugas e atalhos

Que me levem

Para longe de ti

 

Em teus braços

Encontrei o aqui

O agora

Só te peço que sem demora

Permita-me ser inteiro

Teu inteiro

Permita que sejamos

O tu e eu verdadeiros

Por fim e sem fim

Derradeiro.

infinityproof

Por ti

Que não seja contigo

Mas é sempre por ti

É sempre em ti

 

És tudo

 

Absolutamente nada mais –

Posto que não há nada mais –

Cabe em mim

 

Tu me transbordas

És enchente

És vida

És o presente

És o ausente

És o nascer

És o poente

 

És tudo

 

Estás

Invariavelmente

Inexoravelmente

Nos milissegundos do sempre

Aqui.

b89a7917ce83386523bfa6f2fb58bbe0

O amor nos iguala

Já ouvi dizer que é a morte que nos iguala. Ricos e pobres, pretos e brancos, vamos todos morrer. TODOS. Não há exceção.

Sempre me incomodou essa visão pessimista. Será que só somos iguais no fim de tudo? O que nos iguala no hoje, no agora? E cheguei a uma conclusão muito simples. Tão simples que chega a ser assustadora. O que nos iguala é o amor.

O amor não repara nesses detalhes. Sim! Não repara! O amor não repara e é irreparável. Ele simplesmente não se importa. Ele chega, quer seja na forma de uma paixão arrebatadora ou como uma brisa leve, e decide ficar. Essa é uma das características mais marcantes do amor. Ele fica. Não faz perguntas, não precisa de uma explicação, e não pede autorização. Ele pode. Ele decide. Ele é decisivo. Ele é agente de mudança. Ele é a mudança.

Não importa o tempo. Não importa a distância. Não importa a idade. Não importa a fase ou o momento da vida. Quando ele chega, ele chega. Ele existe. Ele é. Negá-lo é negar-se. Fugir dele é fugir de si mesmo. Esforço inútil. O amor vence. Sempre. O amor é em sua essência um vencedor. Ele não busca a vitória. Ele é a vitória.

Então, permita igualar-se antes que a morte chegue. Não tenha medo. Jamais! Ame! Seja amado! Entregue-se! A vida se encarrega de acertar os detalhes. E assim, sorria diante de sua morte, sabendo que foi e viveu tudo que poderia viver em vida.

friedrich_nietzsche_aquilo_que_se_faz_por_amor_esta_sem_trf_lkzoq82

Por amor

Quando perdermos a conta de quantos outonos já passamos juntos, e chegar o momento de descansarmos pela eternidade, peço que Deus nos leve ao mesmo tempo ou que te leve antes de mim. Prefiro eu ficar com a dor da tua ausência do que ver-te sofrendo com a minha. Até porque sei que irei naturalmente logo depois de ti. Corações ligados pelo mais puro e sincero amor, não conseguem sobreviver se não estiverem juntos. Sinto e sei que somos para toda eternidade.

Nosso amor é a prova de que a eternidade existe.

Assassino inconfesso

Havia tanto a dizer

Que não disse…

Coitado!

Morreu soterrado por suas palavras.

 

E havia tanto a dizer

Que não teve tempo…

Coitada!

Viverá para sempre com suas palavras.

 

O amor é assim

Se até o que é dito é subjetivo

O que falar do que não é?

 

O silêncio é o assassino inconfesso dos amores

Sugestão?

Não perca tempo e confesse.

silc3aancio-nas-palavras