O retorno

Meu corpo te diz adeus,
Sem palavras, casualmente,
Sem a força de quem diz que vai
Esperando o momento da volta,
Como corpo que espera o coração bater.

E eu que tanto te quis,
Me olho assustado, surpreso,
Para onde foi todo aquele desejo?
Onde está o nosso último beijo?
Eu não sei. Eu não sei.

Só sei que sou agora o mesmo de antes,
De antes de te conhecer.
Puro, sincero, verdadeiro,
Forte, destemido, louco pelo cheiro
Da vida, do amor, de Deus.

Ah! Meus amigos voltaram,
Voltou a paz da incerteza do destino,
Voltou a luta diária pelo pão de cada dia,
Voltou aquela menina da rua que me sorria,
Voltou tudo, ou melhor, eu voltei.

É, agora eu me pergunto,
Será que por um breve período enlouqueci?
Tenho certeza que não!
Foi coisa do coração:
Coisa que dá e passa.

tumblr_mzk1d6l7gz1ribl2jo1_500

Precisa-se

Se preciso explicar

E argumentar

E pedir

Para não ir

Ou pedir

Para voltar

 

Se preciso dizer

O que sinto

E não desisto

De demonstrar

E me desculpo

E me culpo

Pelos muros

Que não criei

E insisto em derrubar

 

Realmente

Preciso

Precisar

Ser mais conciso

Dar espaço

Ao sorriso

À vontade de tocar

 

Sendo bem preciso

É fato que preciso

Simplesmente

Ver-te precisar.

amo-como-ama-o-amor.jpg

Save

Desapego obstinado

Da próxima vez que fores embora

Não te esqueças de levar-te contigo

Porque vais e deixas-te comigo

E eis que vou-me atrás de ti

Mas quando tu voltas para buscar-te

Já fui-me e não acho-te

Muito embora estejas comigo

E ficamos deveras

A sério

Inteiramente perdidos

 

Não seria mais fácil

Ou mesmo mais lógico

Não teres ido?

Será que ao menos uma vez

Podes concordar comigo?

 

O que insistes em chamar de perigo

Nada mais é do que teu coração pedindo abrigo.

alimentos-bons-coracao